ÁGUA BOA

Mato Grosso

Restauração ambiental é tema do segundo dia de palestras na Semana do Meio Ambiente

Publicado em

Mato Grosso


As atividades de restauração ambiental e técnicas alternativas para restauração de Áreas Degradadas foram temas do 2º dia da Semana do Meio Ambiente, na terça-feira (01.06). O evento este ano tem como tema central a Restauração de Ecossistemas e acontece entre os dias 31.05 e 04.06 com palestras virtuais no Youtube, no canal da Sema. 

A webinar, coordenada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (sema-MT), trouxe dois palestrantes para debater a Restauração de Ecossistemas. Ingo Isernhagen, representante da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Sebastião Venâncio Martins, da Universidade Federal de viçosa (UFV)

Em sua palestra Ingo Isernhagen expos o Panorama Geral da Atividade de Restauração Ambiental e apresentou projetos de recomposição de reservas legais como sistemas de conservação e produção na região de transição Amazônia/Cerrado.

“É possível restaurar uma área degradada, mas nem sempre é fácil e barato, sendo muito difícil retornar à situação original. Conservar sai mais barato do que restaurar”, explicou o palestrante que é supervisor do setor de Pesquisa da Embrapa Agrossilvipastoril

Leia Também:  Sistema Penitenciário promove campanha para doação de sangue em MT

Sebastião Martins trouxe reflexões sobre técnicas alternativas para restauração de áreas degradadas, que tem como princípio o uso sustentável dos recursos naturais e a preservação do ecossistema, que são maneiras favoráveis para reestruturação da vida e as suas condições ambientais.

“São projetos que vem sendo melhorados com o tempo e com os avanços da pesquisa científica. Hoje a gente tem uma rede grande no Brasil e no mundo, trabalhando com os sistemas de restauração”, afirmou o professor.

Todas as palestras são abertas ao público e estão sendo feitas de forma virtual e transmitida em tempo real pelo canal do YouTube da Sema, no período vespertino, a partir das 14h. Os vídeos ficarão disponíveis na plataforma.

Programação contínua

02 de junho          
14h – Palestra: Rede de sementes do Xingu: as pessoas como protagonistas da Restauração Ecológica – João Carlos Mendes Pereira (Facilitador da Rede de Sementes do Xingu)
14h45 – Palestra: Semeadura Direta como principal forma para Recomposição da Vegetação Nativa – Guilherme Henrique Pompiano Do Carmo (Técnico ISA)
*Moderação de Leonardo Vivaldini dos Santos (Engenheiro Florestal SEAF-MT)

Leia Também:  Segurança do evento é tratada entre forças de segurança estaduais, federais e Conmebol

03 de junho
14h – Palestra: Restauração de Áreas com SAFs – Eduardo Darwin Ramos da Silva (Analista de gestão ambiental do ICV)
14h45 – Palestra: Restauração de Áreas Degradadas com intervenções de Engenharia Natural – Rita dos Santos Sousa (UFSM)
*Moderação de Lígia Nara Vendramin (Coordenadora do Programa REM)

04 de junho
14h – Palestra: Ferramentas para Detecção e Avaliação das Áreas Degradadas em Unidades de Conservação Estaduais – Alexandre Ebert (Sema-MT)
14h45 – Palestra: Apresentação da Plataforma WebAmbiente – José Felipe Ribeiro (EMBRAPA)
*Moderação de Elaine Corsini (SEMA-MT)

*Supervisão de Texto de Renata Prata

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mato Grosso

Projeto Olimpus MT: Começamos a colher frutos dos investimentos no Esporte

Publicados

em


Os últimos dias foram de colheita. Ficou comprovado que quando o poder público investe no esporte a resposta é rápida e os resultados aparecem. Arielly Kailayne, Francielly da Silva Marcondes, Lissandra Maysa Campos, Jânio Marcos Gonçalves Varjão e Peterson Santos Ribeiro são atletas mato-grossenses, que irão participar da seleção brasileira de atletismo Sub-20. Todos, bolsistas do nosso Projeto Olimpus, do Governo de Mato Grosso.

Eles representarão não só o nosso Estado, mas o Brasil, na competição que acontece em julho, na cidade de Lima, no Peru.

Lançamos o projeto Olimpus no ano passado e pagamos mensalmente bolsas para atletas em várias categorias. O incentivo financeiro veio em um momento crucial, em ano marcado pela pandemia. Os valores certamente serviram também para que os atletas continuassem sua preparação nas suas respectivas modalidades esportivas de forma efetiva, conseguindo focar nos treinos e garantindo a permanência ativa dos atletas mato-grossenses nas competições.

Não são só esses os resultados positivos. Outra colheita que nos enche de orgulho está acontecendo nesse momento. Dos 24 atletas do Estado que estão participando do Troféu Brasil de Atletismo, 16 são bolsistas do projeto Olimpus. Essa é mais uma prova que a ação do governador Mauro Mendes em destinar recursos públicos para investirmos nas categorias de base e nos atletas profissionais foi acertada.

Leia Também:  Cáceres recebe quase de R$ 1 milhão em projetos culturais aprovados pela Lei Aldir Blanc via Secel-MT

Nossos 16 bolsistas participam em São Paulo da competição em busca de índices olímpicos para os Jogos de Tóquio-2021. Estamos na torcida para que eles consigam conquistar mais essa façanha, o que nos permitirá ampliar o número de representantes mato-grossenses nas Olimpíadas.

Mas confesso que somente o fato de eles estarem competindo em condições de igualdade e ver o símbolo do projeto em nível nacional já é uma grande realização. E sabe por quê? É simples, esses feitos serão um exemplo para os demais atletas do projeto, para empresários que queiram investir no esporte e para toda a sociedade.

Estamos trabalhando muito, pois sabemos que essas conquistas precisam ser não só divulgadas e difundidas, mas se transformarem em uma realidade comum, em que todos tenham acesso a atividade esportiva, em que os recursos cheguem a mais atletas e de todas as regiões do Estado.

O nosso trabalho de investir nesses garotos e garotas é porque acreditamos que o esporte é capaz de transformar a sociedade e as pessoas. Hoje são 157 atletas contemplados com as bolsas que vão de R$ 250 a R$ 1.600, dependendo da categoria. E, em breve, iremos ampliar o programa, pois sabemos que não é somente o atleta o responsável pelas conquistas. Há que se valorizar também os técnicos, que atuam de forma fundamental nesse processo.

Leia Também:  Sistema Penitenciário promove campanha para doação de sangue em MT

Acredito que avançamos muito ao garantir esse investimento que rigorosamente cai na conta desse jovens todos os meses. Mas também sabemos que temos um longo caminho a percorrer até que o acesso aos recursos seja isonômico.

Fica aqui, mais uma vez, meu agradecimento ao governador Mauro Mendes que, ao incentivar as ações como o Projeto Olimpus, demonstra que entende o potencial de transformação social que o esporte representa na vida do mato-grossense. Onde tem esporte, a segurança pública é menos impactada, a saúde é menos utilizada. O esporte realmente transforma vidas.

Muita coisa boa ainda está por vir e vamos continuar o nosso trabalho para transformar Mato Grosso em um celeiro de atletas de alta performance. O que queremos e estamos construído é para propiciar que qualquer garoto ou garota possa sonhar e ter as condições para buscar essa realização. A Secel e o Governo de Mato Grosso acreditam e vão trabalhar cada vez mais em prol de ações efetivas para cada um desses atletas.

Beto Dois a Um – Secretário de Estado de Cultura, Esporte e Lazer

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA