ÁGUA BOA

Mato Grosso

Santo Antônio comemora 121 anos com nova unidade do Corpo de Bombeiros

Publicado em

Mato Grosso


Santo Antônio do Leverger, na Baixada Cuiabana, com 17 mil habitantes, 34 quilômetros distante de Cuiabá, comemora 121 anos como distrito sede neste domingo, 13 de junho, com parcerias do Governo do Estado em infraestrutura preventiva, turística e urbana; em educação, assistência social e agricultura familiar.

As parcerias vão desde a inauguração de uma nova unidade do Corpo de Bombeiros a atendimento à população carente, com ajuda financeira neste período de pandemia, passando projetos turísticos, iluminação pública, reforma de escola e reabertura de escritório da Empaer na Agrovila de Palmeiras, no município.   

Prevenção

Foi inaugurada, há dois dias, no município, a primeira unidade do 2° Pelotão Independente do Corpo de Bombeiros Militar. O novo quartel foi estruturado para auxiliar no combate aos incêndios florestais, além de possibilitar atendimentos de ocorrências em Barão de Melgaço e nos distritos de São Pedro de Joselândia e Mimoso.

O prédio da unidade funciona no aeroporto da cidade e conta com efetivo de 15 policiais, viatura Auto Rápido (modelo caminhonete) e equipamentos de busca, salvamento e incêndio, com atendimento 24 horas por dia. Foram investidos R$ 2,6 milhões em efetivo, veículos, mobiliário, radiocomunicação, materiais e equipamentos operacionais.

Prédio da nova unidade do Corpo de Bombeiros em Santo Antônio do Leverger  Christiano Santoro

Turismo

Por meio das secretarias de Desenvolvimento Econômico (Sedec) e Sinfra, foi apresentado à prefeita Francieli Magalhães o projeto da orla turística para o município, cujas obras fazem parte do programa Mais MT.

O projeto, prevendo dois quiosques, playground para crianças em concreto polido, rampa mecanizada e escadas contemplativas e acessibilidade, aguarda licenciamento ambiental e autorização de órgãos como Marinha e Secretaria de Patrimônio da União (SPU). 

O município também será beneficiado com o programa Mato Grosso Iluminado, com investimentos de R$ 150 milhões para implantação de iluminação com lâmpadas de LED em todo o Estado. 

Educação

A  Escola Estadual Oswaldita Eliza Teixeira Couto, no centro da cidade, que atende  440 alunos do primeiro ao sexto ano do Ensino Fundamental, nos períodos matutino e vespertino, passou por reparos na parte elétrica, hidráulica e no forro.

Leia Também:  Dia do orgulho LGBTQIA+ é celebrado na Penitenciária da Mata Grande

Recebeu pintura nova e fachada revitalizada. Os recursos são da Seduc-MT e de emenda parlamentar.

Agricultura famliar

Escola Estadual Oswaldita Elisa Teixeira Couto – Foto Seduc

Foi reaberto o escritório da Empaer, na Agrovila das Palmeiras, em parceria com a prefeitura. Serão beneficiadas cerca de 300 famílias de pequenos produtores rurais da comunidade e do entorno, que voltarão a contar com atendimento técnico em suas propriedades, evitando deslocamento. A meta é a implantação de novos projetos.

Assistência Social

Por meio da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setasc), além da recente entrega de 860 cartões do Ser Família Emergencial, foram doados a famílias carentes santo-antonienses 1.650 cestas básicas entre 2020 e 2021, pelo programa Vem Ser Mais Solidário, e 1.232 cobertores, pelo Aconchego.

Em parceria com o Tribunal de Justiça de Mato Grosso e Defensoria Pública, entre 2019 e 2020, em 52 comunidades de Santo Antônio do Leverger foram feitos 6.183 atendimentos pelo Projeto Ribeirinho Cidadão, em forma de  serviços essenciais de assistência, cidadania e de justiça. Reabertura do escritório da Empaer na Agrovila de Palmneiras, em Santo Antônio do Leverger – Preitura

Saúde e repasses

A Secretaria de Estado de Saúde repassou ao município 1.425 testes rápidos para detecção do coronavírus e medicamentos para combatê-lo, num total de 60.859 comprimidos, entre azitromicina (7.483), ivermectina (5.986) e dipirona (47.390), também distribuído em gotas, com 1.164 frascos.              

Entre 2020 e 2021, o Governo do Estado repassou R$ 20,879 milhões aos cofres municipais em ICMS, IPVA e Fethab; R$ 1,9 milhão em assistência social e transporte escolar entre 2019 e 2020; e R$ 1,27 milhão em fundos de saúde entre 2019, 2020 e 2021.

Economia

Segundo o IBGE, em 2018, agropecuária, com R$ 230,746 milhões, e administração pública (R$ 101,333 milhões) responderam por 67% do Produto Interno Bruto (PIB) municipal, de R$ 495,173 milhões. Serviços (R$ 94,107 milhões), indústria (R$ 36,692 milhões) e impostos (R$ 32,294 milhões) fecham a soma. O PIB per capita é de R$ 30.132,88.

Leia Também:  Sinfra e AMM discutem critérios para inclusão dos municípios em projeto de pavimentação urbana

No mesmo ano, 256 empresas ou outras organizações ativas pagaram R$ 56,829 milhões a 2.254 pessoas ocupadas (13,7% da população), das quais 1.942 assalariados. Média de 2,2 salários mínimos mensais.   

Pelos dados de 2019, Santo Antônio do Leverger possui o 11º maior rebanho bovino mato-grossense, com 524,8 mil cabeças, das quais 1.049 vacas ordenhadas, 1,03 milhão de litros de leite; o maior rebanho estadual de ovinos, com 21,69 mil cabeças; quinto de bubalinos, com 917 cabeças; e oitavo de equinos com 8,7 mil cabeças.

Detém ainda um rebanho galináceo com 414,2 mil cabeças, das quais 10 mil galinhas, com 200 mil dúzias de ovos, além 12,04 mil suínos (902 matrizes) e 3,58 mil caprinos e 297 toneladas de peixes em cativeiro.

Na agricultura, o IBGE registra a produção de algodão (25,15 mil toneladas), banana, limão, mamão, maracujá, cana de açúcar, mandioca, melancia, milho e soja. Já, no extrativismo, colheu 16 toneladas de pequi e possui 10 mil hectares de eucalipto plantados.     

História

Distrito criado com o nome Santo Antônio do Rio Abaixo, por lei provincial em agosto de 1835. Com o mesmo nome, foi elevada à vila em julho de 1890, desmembrada de Cuiabá; e distrito sede instalado em 13 de junho de 1900. Elevada a cidade em setembro  de 1929.

Em outubro de 1938, o nome foi alterado para Santo Antônio; em dezembro de 1942, para Leverger; e, em setembro de 1948, para Santo Antônio do Leverger, sobrenome de Augusto João Manoel Leverger, o Barão de Melgaço.

Um de seus distritos é Mimoso, onde nasceu Marechal Cândido Rondon, com três indicações ao Prêmio Nobel da Paz, uma delas de Albert Einstein, um dos principais cientistas do século passado.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mato Grosso

Em Mato Grosso, 14 municípios estão com risco alto de contaminação pela Covid-19

Publicados

em


A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou, nesta terça-feira (03.08), o Boletim Informativo n° 513 com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso.

O documento mostra, a partir da página 11, que 14 municípios registram classificação de risco alto para o coronavírus. São eles: Alta Floresta, Barra do Garças, Canarana, Cuiabá, Figueirópolis D’Oeste, Jangada, Nova Xavantina, Novo São Joaquim, Primavera do Leste, Salto do Céu, Santa Rita do Trivelato, São José do Povo, Sapezal e Vale de São Domingos.

Outras 127 cidades estão classificadas na categoria moderada para a contaminação do coronavírus. Nenhum município foi classificado com risco muito alto ou baixo para a Covid-19.

Novo método para classificação

O método para definir a classificação de risco dos municípios foi aprimorado. A mudança foi publicada no Diário Oficial do dia 25 de março de 2021. Desde então, não é levado em consideração apenas o número absoluto dos casos dos últimos quatorzes dias, mas sim a média móvel dos últimos quatorzes dias.

Leia Também:  Detran-MT aprimora prova teórica para promover a acessibilidade as pessoas surdas

Assim, o município não sofrerá uma mudança brusca de um boletim para o outro; a cidade ficará na mesma categoria por pelo menos duas semanas, conforme sua média móvel de casos.

Também foi aperfeiçoado o cálculo dos casos acumulados. Antes eram considerados os casos acumulados a partir do dia 1º de dezembro de 2020. Com a nova metodologia, a análise será realizada sempre com base nos casos acumulados dos últimos 90 dias.

Confira as medidas de acordo com a classificação de risco:

• Nível de Risco MODERADO

a) implementação e/ou manutenção de todas as medidas previstas para o Nível de Risco BAIXO;

b) quarentena domiciliar para pessoas acima de 60 anos e grupos de risco definidos pelas autoridades sanitárias.

• Nível de Risco ALTO

a) implementação e/ou manutenção de todas as medidas previstas para os Níveis de Risco BAIXO e MODERADO;

b) proibição de qualquer atividade de lazer ou evento que cause aglomeração;

c) proibição de atendimento presencial em órgãos públicos e concessionárias de serviços públicos, devendo ser disponibilizado canais de atendimento ao público não presencial;

Leia Também:  Governo revoga parcialmente licitação do transporte intermunicipal em MT

d) adoção de medidas preparatórias para a quarentena obrigatória, iniciando com incentivo à quarentena voluntária e outras medidas julgadas adequadas pela autoridade municipal para evitar a circulação e aglomeração de pessoas.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA