ÁGUA BOA

Mato Grosso

Seduc trabalha projetos voltados à qualidade de vida do servidor da educação

Publicado em

Mato Grosso


Diretores, coordenadores, assessores pedagógicos e demais profissionais do polo da Diretoria Regional de Educação (DRE) de Tangará da Serra receberam orientações da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) sobre o Programa ERA (Educação para Redução do Absenteísmo) e o PERPE (Plano Estadual de Readaptação do Profissional da Educação).

Os trabalhos de apresentação dos dois projetos, voltados à saúde do servidor da educação, foram realizados na segunda-feira (07.06) por uma equipe da Superintendência de Desenvolvimento, Aplicação, Saúde e Segurança da Secretaria Adjunta de Gestão de Pessoas da Seduc.

“Temos número muito alto de profissionais da educação fora da sala de aula, por vários motivos. Com esses programas, o objetivo da secretaria é acompanhar os profissionais para monitorar de perto esses servidores, agindo de forma preventiva, e cuidando da saúde, a fim de que eles possam retornar às atividades, valorizando os profissionais da educação”, disse Marly Souza Faria, Superintendente de Desenvolvimento, Aplicação, Saúde e Segurança da Seduc.

O diretor da DRE de Tangará da Serra, Claudiomar Pedro da Silva, elogiou as ações da Secretaria de Estado de Educação.

“Esses programas somam com a atenção ao servidor, aquele que, por ora, não comparece ao trabalho ou não tem condição de desempenhar suas funções. Ele será assistido para que, da melhor maneira possível, os encaminhamentos ligados à sua saúde física e mental possam ser direcionados. Nós agradecemos a atenção feita aos profissionais da educação”, disse.

Leia Também:  Prazo para pagamento de inscrição de seletivo da Sinfra termina nesta quarta-feira

Para Lenilza Roberta de Souza, diretora da Escola Estadual Plena Vereador Ramon Sanches Marques, em Tangará da Serra, os dois programas chegam em um momento crucial por causa do impacto provocado pela pandemia do novo coronavírus.

“Essas propostas vêm ao encontro de nossas necessidades atuais. Muitos profissionais estão passando por psicólogos, psiquiatras, neurologistas, então precisamos, sim. Isso deve ao menos amenizar parte de tudo isso que estamos enfrentando. A educação precisa de saúde, desse olhar da equipe para a saúde dos profissionais”, disse.

João Paulo da Silva, diretor da Escola Estadual Ministro Petrônio Portela Nunes, também em Tangará da Serra, destacou que é preciso cuidado com os estados físico e emocional de quem trabalha na área.

“Vejo como muito positiva a iniciativa da Seduc porque uma das grandes preocupações dos profissionais da educação é justamente a saúde. Durante o trabalho ao longo dos anos há muitas consequências, seja pelo movimento repetitivo, seja pelas interações social e emocional. Isso causa várias doenças. E com certeza, com esses programas, estaremos amparados”, afirmou.

Além da cidade polo, a DRE de Tangará da Serra contempla os municípios de Nova Olímpia, Barra do Bugres, Denise, Porto Estrela, Campo Novo do Parecis e Sapezal, totalizando 42 escolas estaduais.

Leia Também:  Seplag se reúne com dirigentes do Sinpaig e apresenta melhorias feitas pelo Estado em prol do funcionalismo

Programa ERA e PERPE

O Programa ERA trabalha com uma equipe multiprofissional, com psicólogos, engenheiros do trabalho, assistente social, enfermeiro do trabalho, educador físico e demais perfis.

A ideia é reduzir o absenteísmo e os afastamentos por motivos médicos dos profissionais da educação, por meio de 10 ações específicas: ergonomia e ergopsicomotricidade, laboral, vida saudável, prevenção para a aposentadoria saudável, socioemocional, psicossocial, bem-estar, calendário da saúde, acolhida no ambiente de trabalho e segurança no trabalho.

O programa é acompanhado pelo Ministério Público do Estado (MPE), Tribunal de Contas do Estado (TCE) e Controladoria Geral do Estado (CGE).

O PERPE, instituído por meio de portaria publicada no dia 20 de maio no Diário Oficial do Estado (DOE), visa acolher e acompanhar, pelo período de 12 meses, o servidor que se encontra em situação de readaptação funcional.

Para isso, a equipe multiprofissional do Comitê Setorial de Saúde e Segurança do Trabalho vai desenvolver atividades para capacitação dos servidores em questão, por meio de intervenção laboral, de ergonomia e ergopsicomotricidade, socioemocional, psicossocial, bem-estar, ensino em saúde vocal, vida saudável, planejamento pessoal e profissional, desenvolvimento pessoal e laboral e aposentadoria saudável.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mato Grosso

Sábado (12): Mato Grosso registra 427.572 casos e 11.390 óbitos por Covid-19

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (12.06), 427.572 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 11.390 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1.001 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 427.572 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 13.788 estão em isolamento domiciliar e 400.171 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 478 internações em UTIs públicas e 352 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 90,19% para UTIs adulto e em 39% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (89.250), Rondonópolis (31.210), Várzea Grande (29.177), Sinop (20.758), Sorriso (14.750), Tangará da Serra (14.607), Lucas do Rio Verde (13.090), Primavera do Leste (10.954), Cáceres (9.221) e Alta Floresta (8.131).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  Homem é preso com galões de óleo diesel e quatro toneladas de soja irregular em Jangada

O documento ainda aponta que um total de 345.418 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 787 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na sexta-feira (11.06), o Governo Federal confirmou o total de 17.296.118 casos da Covid-19 no Brasil e 484.235 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 17.210.969 casos da Covid-19 no Brasil e 482.019 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste sábado (12.06).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

Leia Também:  Bolsistas são convocados pela seleção brasileira de atletismo Sub-20 para disputar Sul-Americano

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA