ÁGUA BOA

Mato Grosso

Sema apreende maquinários utilizados para desmatar Unidades de Conservação

Publicado em

Mato Grosso


A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), em parceria com a Gerência de Operações Especiais (GOE), realizou operação nas Unidades de Conservação Reserva Extrativista Guariba Roosevelt e na Estação Ecológica do Rio Roosevelt, localizadas nos municípios de Colniza e Aripuanã.

A operação ocorreu entre os dias 31 de maio e 4 de junho. Os fiscais apreenderam e removeram caminhões, tratores, barcos e varas de pesca utilizados em crimes ambientais nas Unidades de Conservação. A operação contou com o apoio da Fundação Nacional do Índio (Funai) e da Delegacia do Meio Ambiente (DEMA-MT).

Na Reserva Extrativista Guariba Roosevelt foram apreendidos um trator com lâmina e guincho e um caminhão prancha, que foram utilizados na derrubada de arvores e limpeza do solo, caracterizando o crime ambiental.

Os maquinários de porte médio e pesado e outros acessórios rurais flagrados na prática de crimes ambientais passaram a ser removidos do local em 2020, efetivando a responsabilização, já que a apreensão de bens promove a descapitalização do infrator. O serviço de disponibilização de caminhões pranchas para retirada dos bens tem recursos do Programa REDD+ para Pioneiros (REM-MT, da sigla em inglês).

Leia Também:  Operação da Sema-MT embarga mais sete loteamentos do Coxipó do Ouro

Na ação de monitoramento na Unidade de Conservação Estação Ecológica do Rio Roosevelt a equipe de fiscalização encontrou no interior da área protegida instrumentos próprios para pescaria como como barcos, varas, molinetes, linhas e anzóis.

De acordo com Legislação Federal é crime adentrar em Unidade de Conservação conduzindo substâncias ou instrumentos próprios para caça, pesca ou para exploração de produtos ou subprodutos florestais e minerais, sem licença da autoridade competente, quando está for exigível.

Nesta ação foram apreendidos três barcos de alumínio, quatro motores de popa, sete maletas com instrumentos de pesca, sete carretilhas, nove molinetes, 42 varas de pesca. Os suspeitos foram encaminhados à delegacia de Colniza por agentes da Dema.

Denúncia

O cidadão pode denunciar crimes ambientais à Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838 ou via WhatsApp no (65) 99281- 4144, nas unidades regionais da Sema ou aplicativo MT Cidadão.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mato Grosso

Estado inicia construção de aceiros no entorno da área urbana que receberá obra do Jardim Botânico

Publicados

em


Uma ação integrada entre a Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Corpo de Bombeiros Militar (CBM-MT) e Batalhão de Emergências Ambientais, iniciou nesta quinta-feira (17.06) a construção de aceiros mecânicos para prevenir o surgimento de focos de incêndio no entorno da área onde está prevista a construção do Jardim Botânico de Mato Grosso.

A retirada de vegetação é feita com maquinário pesado, sem uso do fogo. Conforme a secretária de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti, o Estado está desempenhando o importante papel de investir na prevenção com aceiros em vários pontos estratégicos do estado, incluindo o Pantanal, e a Transpantaneira.
 
“Esta é mais uma ação preventiva do Governo de Mato Grosso para evitar incêndios, desta vez, na área urbana, e que tanto prejudica a saúde da população cuiabana, e várzea-grandense. O objetivo é eliminar fatores que possam trazer riscos e incêndios florestais nesta área”, explica a gestora. 
 
 
Conforme a secretária, a efetivação do Jardim Botânico de Mato Grosso está em fase de elaboração de projeto executivo, e será mais uma obra entregue pelo Governo para ser um espaço de lazer da população mato-grossense. A área que está recebendo os aceiros fica na Avenida Antártica, em Cuiabá.
 
Com o aceiro mecânico, as equipes formam o que chamam de “linhas de defesa”, uma barreira natural, sem vegetação e biomassa que alimenta as chamas, por onde o fogo não passa. 
 
 
Período proibitivo do fogo
 
A medida antecede o período proibitivo do fogo, que começa no dia 1º de julho em todo o estado, após antecipação em 15 dias por decreto estadual. Com o decreto, fica proibida qualquer atividade de limpeza de pastagem com o uso do fogo nas áreas rurais até 30 de outubro de 2021. O uso do fogo em áreas urbanas é proibido o ano todo.
Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Governo deposita parcela de auxílio para aquisição de notebooks e custeio de internet para professores
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA