ÁGUA BOA

Mato Grosso

SES retoma reforma da sede do órgão em outubro

Publicado em

Mato Grosso


As obras de reforma no prédio da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) estão previstas para retornarem no mês de outubro deste ano. As melhorias estruturais no interior da unidade foram interrompidas no final de 2020, mas serão retomadas após a pasta concluir a locação de um imóvel que comportará os servidores de um dos quatro andares do órgão. 

O secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, informou o retorno das obras nesta terça-feira (20.07), durante audiência realizada com deputados estaduais na Assembleia Legislativa de Mato Grosso e Sindicato dos Servidores Públicos da Saúde do Estado de Mato Grosso (Sisma-MT).

“A minha vontade era de começar a reforma primeiramente no interior da SES de forma a proporcionar um melhor ambiente de trabalho aos servidores, mas devido alguns percalços não foi possível concluir. Em breve vamos retornar a obra e posso garantir que nesse governo vamos entregar uma secretaria moderna e salubre para que os servidores possam exercer suas funções”, disse o secretário durante a audiência. 

Conforme a Superintendência de Obras da SES, para dar continuidade na reforma de modo que não prejudique as atividades laborais dos servidores, foi necessário alugar um prédio, localizado no bairro Jardim das Américas, em Cuiabá. O imóvel está passando por adaptações para receber o setor de vigilância. 

Após a equipe de Vigilância ser transferida para o novo espaço, serão retomadas as melhorias no segundo piso da Secretaria avançando gradativamente nos demais andares.

O órgão estadual já concluiu a reforma da fachada e da recepção da secretaria. A ação integra o projeto de modernização dos Hospitais Regionais e das Unidades Especializadas da SES-MT, previsto no Programa Mais MT, idealizado e colocado em prática pela atual gestão estadual. 

Leia Também:  CGE contribui com debate da OAB sobre a nova Lei de Licitações

Outras melhorias

Além das melhorias na sede da SES, há diversas frentes de trabalho em andamento no Estado. Na capital, foi retomada a obra do Hospital Central que, após mais de 30 anos paralisada, marca uma nova história na Saúde de Mato Grosso.

Outra obra em andamento é a de reforma e ampliação do Hospital Adauto Botelho. O serviço de saúde mental do Estado contará com mais melhorias estruturais, pois o Centro de Atenção Psicossocial Adauto Botelho (Lar Doce Lar) também está em reforma. 

Em Cuiabá, as melhorias ainda estão ocorrendo no Hemocentro, Centro Estadual de Média e Alta Complexidade (Cermac) e a Superintendência de Assistência Farmacêutica (Saf).

No interior, estão passando por reforma os Hospitais Regionais de Sorriso, Sinop e Rondonópolis. Também passam por reparos, adequações e modernizações da infraestrutura os Escritórios Regionais de Saúde de Pontes e Lacerda e Cáceres.

Obras entregues

Em dois anos e seis meses de gestão, o Governo do Estado entregou obras de reforma e ampliação na infraestrutura de diversas unidades de saúde de Mato Grosso, entre elas está o Hospital Metropolitano, que é a maior modernização do Estado até o momento. O local passou por uma grande reforma que totalizou o investimento de R$ 24.260.521,94. 

O Hospital Estadual Santa Casa foi totalmente readequado pela atual gestão que, em maio de 2019, passou a gerir a unidade – até então filantrópica –, depois de quatro meses fechada. No Hospital, já foram investidos cerca de R$ 3 milhões.

Leia Também:  "Estamos entregando títulos esperados há décadas pelas famílias em Mato Grosso", afirma presidente do Intermat

O Governo do Estado também construiu e entregou 20 leitos de enfermarias e 10 leitos de UTI para o enfrentamento ao coronavirus no Hospital Regional de Cáceres. A obra foi avaliada em R$5.018.288,32. Além disso, para diminuir a contaminação do vírus no Estado, o Governo ainda estruturou o Centro de Triagem da Covid-19 na Arena Pantanal, com um recurso de R$1.290.226,30.

A SES ainda investiu R$ 160 mil na reforma da nova estrutura do Centro Estadual de Odontologia para Pacientes Especiais (Ceope). Também passaram por reforma os Escritórios Regionais de Saúde de Alta Floresta (R$1.634.096,00), Peixoto de Azevedo (R$186.589,30) e Sinop (R$336.000,00). Houve ainda modernização na ordem de R$800.000 da nova UTI e nova cozinha do Hospital Regional de Alta Floresta.

Próximas obras

Está em licitação a readequação predial da Escola de Saúde de Mato Grosso, do Complexo Regulador, do Centro de Atenção Psicossocial Infantil (Capsi), Laboratório Central do Estado (Lacen), da Superintendência de Vigilância. De acordo com o programa de investimentos da Secretaria Estadual, também serão construídos mais quatro hospitais regionais, nas cidades de Alta Floresta, Juína, Confresa e Tangará da Serra. Há ainda na SES o projeto de reforma no prédio da Farmácia de Auto Custo.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Mato Grosso

Sábado (31): Mato Grosso registra 490.313 casos e 12.773 óbitos por Covid-19

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (31.07), 490.313 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 12.773 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 671 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 490.313 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 10.696 estão em isolamento domiciliar e 465.327 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 450 internações em UTIs públicas e 280 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 81,97% para UTIs adulto e em 32% para enfermarias adultos.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (99.696), Rondonópolis (34.842), Várzea Grande (32.805), Sinop (23.540), Sorriso (17.156), Tangará da Serra (16.812), Lucas do Rio Verde (14.609), Primavera do Leste (12.990), Cáceres (10.685) e Barra do Garças (9.976).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  CGE contribui com debate da OAB sobre a nova Lei de Licitações

O documento ainda aponta que um total de 376.852 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 516 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na sexta-feira (30.07), o Governo Federal confirmou o total de 19.880.273 casos da Covid-19 no Brasil e 555.460 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha 19.839.369 casos da Covid-19 no Brasil e 554.497 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste sábado (31.07).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

Leia Também:  "Estamos entregando títulos esperados há décadas pelas famílias em Mato Grosso", afirma presidente do Intermat

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA