ÁGUA BOA

Policial

Autor de feminicídio de ex-namorada, em Sinop, é preso pela Polícia Civil no interior de Rondônia

Publicado em

Policial


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

O autor de um feminicídio ocorrido no mês de marco deste ano, em Sinop, foi preso nesta quarta-feira (02.06), no interior de Rondônia, pela equipe da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Sinop. A adolescente Alessandra Ferreira dos Santos foi encontrada morta em uma construção, no dia 29 de março, e corpo estava em estado de decomposição.  

Com apoio da Polícia Civil da cidade de Ariquemes, os policiais civis de Sinop cumpriram o mandado de prisão preventiva do homem de 24 anos, que foi transportado a Mato Grosso com apoio do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), da Secretaria de Estado de Segurança Pública.

Crime

Alessandra Ferreira tinha 17 anos e foi encontrada morta em uma construção abandonada na Rua dos Cravos, no bairro Jardim das Oliveiras. O corpo estava em estado de putrefação e não foi possível identificar na perícia a causa da morte da adolescente.

A partir da investigação instaurada pela Delegacia da Mulher, Criança, Adolescente e Idoso de Sinop, conduzida pelo delegado Sérgio Ribeiro Araújo, os policiais coletaram diversas informações que levaram ao autor do crime, com quem a vítima manteve um relacionamento.

Leia Também:  Querência – Homicídio na manhã desta segunda (15), câmeras de segurança flagraram a ação dos suspeitos; Vídeo

A equipe de investigação da DEDM apurou que o ex-namorado tinha um perfil obsessivo em relação à adolescente e em todo local onde trabalhava ou ia, falava constantemente dela, não aceitando o fim do relacionamento.

O local onde a vítima foi encontrada ficava próximo à casa do investigado e na data do crime, ela foi à residência dele. No dia seguinte, os policiais apuraram que ele fugiu da cidade e na segunda-feira, 29 de março, o corpo dela foi localizado.

Exames periciais não apontaram nenhuma lesão aparente no corpo, contudo, pelo histórico do investigado, a investigação aponta que há a possibilidade de que ela tenha sido asfixiada, uma vez que em outra ocasião ele já havia tentado o mesmo ato contra Alessandra, mas ela conseguiu fugir dele.

Localização do suspeito

Durante as investigações, os policiais civis conseguiram traçar o caminho percorrido pelo suspeito para fugir de Sinop e se esconder no estado vizinho. Foram coletados vários indícios que revelaram a autoria do crime e a tentativa dele de se ver impune ao crime ocorrido.

Após várias diligências realizadas com apoio do Núcleo de Inteligência da Delegacia Regional de Sinop, os investigadores da DEDM conseguiram chegar ao paradeiro do suspeito. Ele estava  se escondendo na cidade de Alto Paraíso, no interior de Rondônia, na casa do ex-padrasto.

Leia Também:  Homem é preso por ‘namorar’ menina de 12 anos e engravidar a própria filha em MT

As informações coletadas na investigação embasaram a representação do delegado à Justiça pela prisão do suspeito, que foi decretada pela 2ª Vara Criminal de Sinop.

Com a prisão preventiva decretada, a equipe de Sinop fez contato com a Polícia Civil em Ariquemes, cidade mais próxima à localização do suspeito, para apoio à ação. Após uma integração das forças policiais, a Delegacia Especializada da Mulher de Sinop fez contato com a equipe do Ciopaer solicitando apoio aéreo para transporte dos policiais e recambiamento do investigado a Mato Grosso.

No final da tarde de quarta-feira, os policiais civis efetuaram a prisão do investigado, que foi localizado trabalhando em uma oficina na cidade de Alto Paraíso. Na manhã desta quinta-feira, a equipe retornou a Sinop trazendo o preso.

Em interrogatório na Delegacia da Mulher, ele confessou ter cometido o crime por ciúmes e por não aceitar o final do relacionamento. Após os procedimentos, o investigado foi encaminhado à Penitenciária Dr. Osvaldo Florentino Leite Ferreira, onde aguardará a sequência do processo.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Policial

Mulher que ateou fogo no marido em Tangará da Serra é presa pela Polícia Civil logo após o crime

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

Uma mulher que ateou fogo no corpo do marido na manhã desta segunda-feira (14.06), no município de Tangará da Serra (239 km a médio norte de Cuiabá) foi presa em flagrante pela Polícia Civil, logo após cometer o crime. A mulher, 28 anos, foi localizada próximo a unidade de saúde em que a vítima foi socorrida e foi autuada em flagrante por tentativa de homicídio qualificada por meio insidioso e uso de fogo.

O marido de 37 anos encontra-se internado em estado grave de saúde com cerca de 40% do corpo queimado. A prisão da suspeita ocorreu logo após a equipe da Polícia Civil de Tangará da Serra ser acionada para atender a ocorrência de um homem que havia entrada na Unidade Pronto Atendimento (UPA) com graves queimaduras pelo corpo.

A vítima apresentava queimaduras de 1º grau em 40% do corpo, bem como encontrava-se intubada e seu estado de saúde considerado grave. Durante o atendimento da ocorrência, os policiais civis identificaram a esposa da vítima como a autora da tentativa de homicídio. A suspeita foi localizada logo em seguida, nas proximidades da UPA, e ao ser abordada, confessou que ateou fogo no marido.

Leia Também:  Suspeito de estupro de vulnerável em Várzea Grande tem prisão cumprida em Tangará da Serra

Questionada, ela alegou que na noite anterior, o marido havia a agredido, e na manhã desta segunda-feira (14) iniciaram uma nova discussão. A vítima então foi para o banheiro, ocasião em que a suspeita ficou o aguardando com uma bacia com álcool e fósforo, sendo a vítima surpreendida no momento em que saia do recinto. Mesmo após ter o corpo em chamas, a vítima foi dirigindo até UPA, onde foi socorrida.

Segundo o delegado, Adil Pinheiro de Paula, a suspeita alegou que ateou fogo no marido para se defender, porém a versão não convence, uma vez que ela ficou aguardando para atacar a vítima. “Ela aproveitou o momento em que a vítima saiu do banheiro para jogar o álcool e em seguida o fósforo aceso. Como na primeira tentativa o fósforo não pegou fogo, então ela acendeu um segundo palito, conseguindo incendiar o corpo da vítima”, explicou o delegado.

Diante das evidências, a mulher foi autuada em flagrante por tentativa de homicídio qualificada por meio insidioso e uso de fogo.

Fonte: PJC MT
Leia Também:  Irmãos de 19 e 21 anos são executados a tiros em residência de Confresa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA