ÁGUA BOA

Policial

Dezenas de caixas e galões de defensivos sem comprovação de origem são apreendidos em barbearia na Capital

Publicado em

Policial


Assesoria/Polícia Civil-MT 

Policiais da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE) apreenderam dezenas de pacotes e galões de herbicidas e fungicidas sem comprovação de origem. Uma pessoa foi detida por receptação.

Os investigadores chegaram ao endereço, uma barbearia no bairro Novo Milênio, em Cuiabá, depois de receber informações de que o local  possivelmente seria utilizada para a venda de entorpecentes.

Durante vigilância no endereço os policiais perceberam quando chegaram dois veículos, cujos ocupantes foram abordados. Um deles se identificou como proprietário da casa e ao ser questionado sobre materiais ilícitos,  ele informou que havia várias caixas de pesticidas agrícolas armazenadas no fundo da residência, todas sem nota fiscal. O suspeito informou que o material seria de uma pessoa que  ‘pediu’ que guardasse os defensivos.

Em buscas pessoais nos suspeitos que estavam na casa foram aprendidos valores em dinheiro e três celulares, dois deles da marca Apple, novos, diversos cartões de crédito e débito e nome de diversas pessoas. Os suspeitos informaram que o dinheiro é oriundo da prática de golpes aplicados por meio do site Olx.

Leia Também:  Polícia Civil consegue recuperar R$ 15 mil para vítima de golpe na venda de veículo pela internet

O suspeito foi autuado por crime ambiental previsto do Artigo 56, que trata de armazenar ou guardar substancia nociva à saúde humana em desacordo com a legislação, e teve fiança arbitrada.

A investigação prosseguirá para apurar a origem dos defensivos agrícolas e o responsável pelos produtos.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Policial

Polícia Civil prende em flagrante dois suspeitos por homicídio de rapaz no Pedra 90

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Duas pessoas foram presas em flagrante pela Polícia Civil na madrugada desta sexta-feira (17.09) por envolvimento no homicídio de  Felippe Fernandes Rodrigues da Silva, 21 anos, encontrado morto na região do Cinturão Verde, em Cuiabá. Os dois investigados foram autuados por homicídio qualificado e por constituir organização criminosa.

A equipe da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) chegou aos suspeitos depois de realizar diversos levantamentos, oitivas e informações que possibilitaram a identificação dos dois envolvidos no crime.

Conforme o delegado que preside as investigações, Mário Roberto Santiago, os suspeitos foram presos no Pedra 90. Um deles foi localizado em um motel da região, e o outro foi preso no bairro.

Felipe Fernandes foi localizado nesta quinta-feira (16), na estrada do Cinturão Verde, na região do Pedra 90, com oito perfurações de disparo de arma de fogo.

No dia 12 de setembro, duas pessoas (uma delas a vítima do homicídio) foram conduzidas pela Polícia Militar à Central de Flagrantes de Cuiabá sob suspeita de ter cometido estupro contra uma adolescente. Ambos foram ouvidos pelo delegado plantonistas e autuados em flagrante, sendo encaminhados à audiência de custódia, onde foram colocados em liberdade com medida cautelar de uso de tornozeleira eletrônica.

Leia Também:  Mais 800 quilos de entorpecente são incinerados em Rondonópolis

No dia 14 de setembro, começaram a circular em grupos de aplicativos de mensagens de que integrantes de uma organização criminosa estavam atrás dos dois suspeitos do estupro para aplicar o chamado ‘salve’.

Felipe Fernandes foi à Central de Ocorrências da Polícia Civil e registrou um boletim de ocorrências informando que estava sendo ameaçado de um salve por membros do grupo criminoso por conta do possível estupro que teria praticado e passou o nome de uma pessoa que estaria por trás das ameaças. No mesmo dia em que registrou o boletim, Felipe desapareceu e a família registrou uma ocorrência relatando o desaparecimento dele e informando que a vítima havia sido levada por criminosos de uma organização criminosa.

Na quinta, a equipe do Núcleo de Pessoas Desaparecidas estava em diligências para esclarecer o desaparecimento de Felipe, quando foi localizado o corpo dele na região do Cinturão Verde.

A partir das informações dos boletins de ocorrências registrados, os policiais da DHPP chegaram à identificação de duas pessoas envolvidas no homicídio. O delegado Mário Santiago ouviu também a vítima do suposto estupro, além de familiares de Felipe.

Leia Também:  Homem é preso em flagrante por tentativa de homicídio contra o próprio irmão

Diligências da DHPP seguem para identificar se há envolvimento de outras pessoas no homicídio.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA