ÁGUA BOA

Policial

Em investigação de combate ao narcotráfico, Polícia Civil apreende 134 tabletes de maconha e prende três suspeitos

Publicado em

Policial


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

Três pessoas foram presas pela Polícia Civil em Rondonópolis, nesta quarta-feira (02.06) com 134 tabletes de maconha. A apreensão do entorpecente foi realizada pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF) durante a segunda fase da Operação Tolerância Zero, de combate ao narcotráfico no município.

Os investigadores da unidade especializada chegaram ao carregamento de drogas, localizado em uma casa no Residencial Altamirando, depois de apurar a informação de que um dos suspeitos que foi preso era o responsável por armazenar o entorpecente a mando de outra pessoa, também identificada pela equipe da delegacia.

Durante a investigação, os policiais observaram a constante movimentação na casa e dois suspeitos entravam e saíam do local sempre em alta velocidade.

Nesta quarta-feira, ao entrar na residência, os policiais encontraram um adolescente e uma criança no local, que relataram estarem sozinhos, pois a mãe estava trabalhando.

Ao entrar na casa, os investigadores sentiram um forte cheiro do entorpecente, que exalava por todos os cômodos. No quarto das crianças foram localizados os tabletes de maconha que estavam ao lado da cama e do guarda roupa.

Leia Também:  PM descobre central de falsificações de CNH e RG em MT

Os policiais receberam a informação de que a droga estava na casa há duas semanas. A dona da casa também foi localizada e detida.

Depois de apreender a droga, a equipe da DERF localizou os dois suspeitos que faziam as retiradas do entorpecente da casa. Com eles foram apreendidos um drone mais porções de droga.

Os três foram autuados em flagrante por associação para o tráfico e tráfico de drogas, majorado por envolver menor de idade.

A investigação prossegue para identificar os demais responsáveis pelo entorpecente.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Policial

Mulher que ateou fogo no marido em Tangará da Serra é presa pela Polícia Civil logo após o crime

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

Uma mulher que ateou fogo no corpo do marido na manhã desta segunda-feira (14.06), no município de Tangará da Serra (239 km a médio norte de Cuiabá) foi presa em flagrante pela Polícia Civil, logo após cometer o crime. A mulher, 28 anos, foi localizada próximo a unidade de saúde em que a vítima foi socorrida e foi autuada em flagrante por tentativa de homicídio qualificada por meio insidioso e uso de fogo.

O marido de 37 anos encontra-se internado em estado grave de saúde com cerca de 40% do corpo queimado. A prisão da suspeita ocorreu logo após a equipe da Polícia Civil de Tangará da Serra ser acionada para atender a ocorrência de um homem que havia entrada na Unidade Pronto Atendimento (UPA) com graves queimaduras pelo corpo.

A vítima apresentava queimaduras de 1º grau em 40% do corpo, bem como encontrava-se intubada e seu estado de saúde considerado grave. Durante o atendimento da ocorrência, os policiais civis identificaram a esposa da vítima como a autora da tentativa de homicídio. A suspeita foi localizada logo em seguida, nas proximidades da UPA, e ao ser abordada, confessou que ateou fogo no marido.

Leia Também:  Polícia Civil instaura, em cinco meses deste ano, 1.300 inquéritos de crimes de violência doméstica na Capital

Questionada, ela alegou que na noite anterior, o marido havia a agredido, e na manhã desta segunda-feira (14) iniciaram uma nova discussão. A vítima então foi para o banheiro, ocasião em que a suspeita ficou o aguardando com uma bacia com álcool e fósforo, sendo a vítima surpreendida no momento em que saia do recinto. Mesmo após ter o corpo em chamas, a vítima foi dirigindo até UPA, onde foi socorrida.

Segundo o delegado, Adil Pinheiro de Paula, a suspeita alegou que ateou fogo no marido para se defender, porém a versão não convence, uma vez que ela ficou aguardando para atacar a vítima. “Ela aproveitou o momento em que a vítima saiu do banheiro para jogar o álcool e em seguida o fósforo aceso. Como na primeira tentativa o fósforo não pegou fogo, então ela acendeu um segundo palito, conseguindo incendiar o corpo da vítima”, explicou o delegado.

Diante das evidências, a mulher foi autuada em flagrante por tentativa de homicídio qualificada por meio insidioso e uso de fogo.

Fonte: PJC MT
Leia Também:  PM descobre central de falsificações de CNH e RG em MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA