ÁGUA BOA

Policial

Mulher atuante com o tráfico é presa com drogas em Rondonópolis

Publicado em

Policial


Assessoria/Polícia Civil-MT

Em mais uma ação da Polícia Civil de combate ao tráfico de drogas em Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá) a equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) prendeu, na tarde desta quarta-feira (09.06), uma mulher de 26 anos flagrada em posse de porções de entorpecentes e apetrechos ligados a atividade ilícita.

Segundo as investigações há cerca de uma semana a investigada recebeu certa quantidade de entorpecente que seria comercializada nos próximos dias. Com base nas informações, os policiais realizaram a abordagem na residência da suspeita;

Em buscas no local, foram encontradas porções de pasta base, cocaína pura, maconha, além de ácido bórico (substância utilizada para preparo da droga. No bolso da suspeita, foram apreendidos R$ 84 em dinheiro possivelmente adquirido com a atividade do tráfico.

Diante dos fatos, a suspeita, que já possui condenação pelo crime de roubo praticado em Rondonópolis foi conduzida à Derf onde foi interrogado e autuada em flagrante por tráfico de drogas.

Leia Também:  Operação Hot Money da PF em Aragarças e Barra do Garças prende traficantes, bloqueia contas e apreende dinheiro

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Policial

Organização criminosa atuante com tráfico de drogas e lavagem de dinheiro é alvo de operação em MT

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Mato Grosso, através da Delegacia Especial de Fronteira (Defron), deu apoio a operação “Voragem”, desencadeada na quinta-feira (17.06), pela Polícia Civil do Amapá para desarticular uma organização criminosa envolvida com tráfico drogas e lavagem de capitais.

A operação foi desencadeada para cumprimento de 31 ordens judiciais, sendo 15 mandados de prisão e 16 de busca e apreensão domiciliar, nos municípios de Santana (AP), Santarém (PA), Cáceres (MT) e Pontes e Lacerda (MT).

Em Mato Grosso, foram cumpridos quatro mandados de prisão em Cáceres um de busca e apreensão em Pontes e Lacerda. A operação tinha o objetivo de prender os integrantes da organização criminosa, os quais, em liberdade, continuavam a atuar com a venda de entorpecentes e efetuar a lavagem de capitais.

O líder do grupo criminoso que está recolhido na Cadeia Pública de Cáceres, sendo apontado como responsável por coordenar toda a ação criminosa, direcionando a forma de agir grupo no município e na cidade de Santana (AP).

Investigações

Nas investigações da Polícia Civil do Amapá, foi apurado que a maior parte dos integrantes da associação criminosa pertencia a mesma família, incluindo a esposa e a mãe do líder, que também foram alvos de mandados da operação.

Leia Também:  Jovem foragido da Justiça é preso pela Polícia Civil em Campo Verde

Outros integrantes da organização criminosa eram responsáveis pelo transporte de entorpecentes de Santarém (PA) a Santana (AP), onde eram comercializadas e transportadas através de embarcações.

Após a venda, outros investigados recolhiam os valores adquiridos com o tráfico de drogas incorrendo no crime de lavagem de capitais. O dinheiro era depositado e movimentado em contas bancárias de terceiros, as quais eram indicadas pela liderança, no intuito de dissimular a origem e propriedade dos valores.

No curso da investigação, além da apreensão de substâncias entorpecentes, a Polícia Civil apreendeu R$ 118.770 em espécie, valores provenientes do tráfico de drogas, fato que ocorreu em 16 de agosto de 2020.

Apreensões

Durante cumprimento dos mandados de busca e apreensão, na quinta-feira (17), os policiais civis apreenderam cerca de R$ 23 mil, uma arma de fogo calibre 38, 15 munições calibre 38, 11 munições calibre 9mm, uma motocicleta, substâncias entorpecentes, bem como, farto material/anotações com movimentações financeiras/contabilidade da organização criminosa que servirá para identificar outros suspeitos no decorrer das investigações.

Leia Também:  PC apreende 3 toneladas de explosivos em MT

Durante busca domiciliar na residência do líder da organização criminosa em Cáceres, foram apreendidas 40 cestas básicas com gêneros alimentícios diversos.

Nome da operação

Voragem significa tudo aquilo que é capaz de destruir com violência.

Trabalho integrado

A operação policial, fase ostensiva da Investigação, operou em conjunto, de maneira integrada entre a Delegacia Especial de Fronteira (Defron), Delegacia de Pontes e Lacerda e Vila Bela da Santíssima Trindade, Polícia Penal de Cáceres, NIMP/AP, Departamento de Polícia do Interior, através das Delegacias de Santana (2DPS, DIJS e DCMS), Depol, Vitória do Jari, Porto Grande e Pedra Branca, Departamento de Polícia da Capital, através da 2º DP do Departamento de Polícia Especializada, através da DRACO, De do Núcleo de Apoio à Investigação do Baixo e Médio Amazonas da Polícia Civil do Estado do Pará.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA