ÁGUA BOA

Policial

Mulher é presa em flagrante pela Polícia Civil após abrir contas em nome de vítima autista para aplicar golpes

Publicado em

Policial


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Policiais da Delegacia Especializada de Estelionato e Outras Fraudes prenderam nesta quinta-feira (16), em Cuiabá, uma mulher por estelionato e abuso de incapaz.

A equipe da Delegacia de Estelionatos iniciou as diligências para apurar informações relatadas pelo pai de um rapaz de 23 anos, que tem transtorno do espectro autista, que passou à suspeita seus documentos pessoais para que fosse aberta contas bancárias virtuais. A vítima foi também ludibriada de que trabalharia para a suspeita e receberia um salário mínimo.

Foram abertas três contas bancárias no nome do rapaz e a suspeita ainda pediu a ele que não dissesse nada das contas a outras pessoas.

Como parte do golpe, a suspeita utilizou outro endereço diferente ao da vítima, para que pudesse receber os cartões vinculados às contas.

A partir das informações, a equipe da Estelionatos conseguiu localizar a suspeita, que foi presa e autuada em flagrante pelo delegado Marcelo Carvalho pelos crimes de estelionato e abuso de incapaz.

O delegado destaca que a unidade policial está apurando se as contas abertas pela suspeita seriam utilizadas para recebimento de transações bancárias oriundas de estelionato.

Leia Também:  Equipe de atendimento psicossocial promove roda de conversa e reflexão com policiais em Cáceres

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Policial

Polícia Civil prende na Capital homem investigado por homicídio ocorrido em novembro passado

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT 

Policiais civis da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) cumpriram na tarde desta sexta-feira (22.10) a prisão de um homem investigado por um homicídio ocorrido em novembro passado, na Capital.

Adilson Alves da Silva, 33 anos, foi atingido por disparos de arma de fogo dentro de sua casa, no bairro Paraisópolis, ao lado do Três Poderes, no dia 07 de novembro do ano passado. Ele foi socorrido a uma unidade de saúde e faleceu dois dias depois, em decorrência de uma parada cardiorrespiratória.

Dois suspeitos invadiram a residência da vítima, arrombaram a porta e um deles, o preso nesta sexta-feira, fez os disparos de arma de fogo contra Adilson, que dormia ao lado de sua esposa.

A investigação da DHPP encontrou elementos robustos que chegaram ao autor do crime, de 22 anos, que teve o mandado de prisão temporária representado pelo delegado Olímpio da Cunha Fernandes à 12a Vara Criminal, que decretou a prisão temporária.

Em seu interrogatório, entretanto, ele negou ter cometido o crime, embora houvesse contradições em sua narrativa. “Agora, ele aguardará preso até a conclusão das investigações e, sendo convertida a cautelar em preventiva, o desenrolar do processo”, explicou o delegado.

Leia Também:  Polícia Civil cumpre 19 mandados em operação contra grupo criminoso envolvido em roubos e adulteração de veículos

Após o crime, a investigação apurou tudo que ocorrera na data dos fatos e constatou que esse suspeito foragiu do bairro onde ocorreu o homicídio. Em seu interrogatório, entretanto, ele negou ter cometido o crime, embora houvesse contradições em sua narrativa.

O investigado tem passagem por roubo e na ocasião de sua prisão, em 2019, agrediu verbalmente e fez afrontas à equipe policial na Central de Flagrantes da Capital.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA