ÁGUA BOA

Policial

Operação Acalento cumpre mandados contra investigados por crimes sexuais e checa denúncias

Publicado em

Policial


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Mato Grosso deflagrou nesta sexta-feira (16.07) as ações finais da Operação Acalento para cumprimento de prisões, instauração e conclusão de investigações referentes a crimes sexuais contra crianças e adolescentes. 

Uma ação conjunta entre a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Várzea Grande (DEDM) e Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente de Cuiabá (Deddica) vai checar denúncias de crimes contra crianças e cumprir mandado de prisão contra  investigados por estupro de vulnerável. 

No final do dia será divulgado um balanço geral das ações da operação em Mato Grosso. A Polícia Civil envolveu nas ações todas as Delegacias Especializadas de Defesa da Mulher do estado, Deddica e Polinter no cumprimento de mandados em aberto contra pessoas investigadas por crimes sexuais praticados contra o público infantojuvenil. 

A Operação Acalento é realizada em todos os estados do País desde o início de junho e coordenada pelo Ministério da Justiça, por meio da Secretaria de Operações Integradas.

Leia Também:  Mulher é presa em Água Boa levando 4 kg de maconha e cocaína em um Taxi

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Policial

Polícia Civil e ANP fiscalizam quatro postos de combustíveis em Cuiabá e Várzea Grande

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

Quatro postos de combustíveis de Cuiabá e Várzea Grande foram alvo de mais uma fiscalização realizada, nesta quarta-feira (04.08), pela Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon) e Agência Nacional de Petróleo (ANP).

Os postos fiscalizados foram selecionados a partir de denúncias apresentadas por consumidores à Polícia Civil e à ANP. Durante a fiscalização conjunta, uma bomba de combustível de um dos posto, localizado no bairro Quilombo, na Capital, foi lacrada por apresentar bico com vazão de 80 ml a menos de combustível a cada 20 litros, causando prejuízo para os consumidores.

Diante do fato, o estabelecimento foi autuado pela ANP, e a Polícia Civil vai instaurar procedimento investigatório para apurar se houve ou não a adulteração dolosa do equipamento.

Se constatada adulteração dolosa da vazão de bicos de combustível ou da qualidade dos produtos à venda, os representantes legais dos postos de combustível podem responder por crime contra a economia popular ou contra as relações de consumo, com penas que podem chegar aos 5 anos de prisão ou multa.

Leia Também:  Bope encontra em mata fuzil utilizado em assalto a dois bancos em MT

Fiscalizações frequentes

As operações de fiscalização promovidas pela Polícia Civil, através da Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor ocorrem de forma frequente sendo verificadas todas as denúncias que chegam a unidade policial e outros órgãos de defesa do consumidor.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA