ÁGUA BOA

Policial

Polícia Civil acaba com festa e prende nove pessoas ligadas a organização criminosa, entre elas um dos líderes no sul do estado

Publicado em

Policial


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Nove pessoas ligadas a uma facção criminosa foram presas nesta sexta-feira (09.07), pela Polícia Civil, em Rondonópolis, durante cumprimento de mandados judiciais em uma investigação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF) para apurar a atuação do grupo em diversos crimes praticados no município, entre eles, tráfico de drogas. Um dos presos é um dos principais líderes da facção criminosa na região sul do estado. 

Sete homens e duas mulheres foram autuados em flagrante e vão responder por constituir organização criminosa, posse irregular de arma de fogo e munição de uso permitido, uso de documento falso corrupção de menores. Duas das prisões são decorrentes de mandados judiciais decretados pela 5a Vara Criminal de Rondonópolis. 

As prisões foram efetuadas em uma residência na Rodovia do Peixe, onde os policiais civis flagraram diversas pessoas em uma festa regada a muita bebida alcoólica e narguilé. Três veículos foram apreendidos, além de armas de fogo, celulares, anotações sobre movimentação do tráfico de entorpecentes, cartões de crédito e joias. 

A operação foi batizada de New Life em alusão às alegações de recomeço de uma nova vida pelo principal alvo da investigação. 

Cumprimento dos mandados 

A equipe da Derf cumpriu os mandados judiciais cujos alvos estavam em três diferentes endereços da cidade. Em um deles, o suspeito é investigado por tráfico de entorpecentes e de acordo com a apuração da Polícia Civil arrecadava o dinheiro da venda de drogas administrava a caixinha da taxa de segurança cobrada pela facção. Ele costumava guardar o dinheiro das drogas em locais que não chamavam a atenção da polícia e ainda burlava o sistema da tornozeleira eletrônica que devia usar por determinação judicial, sem acusar rompimento do equipamento. Ele não foi encontrado em sua residência, mas, foi localizado durante em outras buscas na residência na Rodovia do Peixe. 

Leia Também:  Traficantes presos e soltos semana passada em Confresa são encontrados mortos em rio de Canabrava do Norte

Em uma casa no Residencial Magnólia, os investigadores da DERF prenderam um suspeito, que já tem passagens por tráfico, em posse de porções de entorpecentes, dinheiro, além de anotações fazem menção à venda de veículos, valores e especificações técnicas comumente utilizadas para aplicar golpes pela internet. 

No terceiro local alvo das buscas, na Rodovia do Peixe, cuja investigação apontava como um ponto usado pela facção criminosa para guardar dinheiro do tráfico e promover reuniões de integrantes da organização, os policiais avistaram, logo na entrada, diversos veículos e um grupo realizando uma festa. 

Durante a abordagem, alguns suspeitos tentaram fugir dos policiais. Na residência foram encontradas diversas garrafas de bebida alcoólica, entre cerveja e uísque, energéticos e narguilés. 

O suspeito, alvo da primeira busca, foi encontrado no local e não portava a tornozeleira eletrônica. Adolescentes de diversas idades também participavam da festa.

Um dos suspeitos se identificou como dono da casa, contudo, os policiais o reconheceram como o investigado que é líder da facção e tem diversas passagens por crimes como receptação, posse irregular de arma de fogo de uso permitido, tráfico de drogas e associação ao tráfico. No quarto dele foi apreendida uma pistola calibre 9mm carregada, além de mais munições do mesmo calibre e carregadores de pistola calibre .380. 

Nascer de novo

O investigado preso, de 41 anos, disse aos policiais que a intenção dele era nascer de novo, com uma ficha totalmente limpa que possibilitasse circular livremente e, para isso, utilizou documentos falsos, inclusive para abrir uma empresa de transportes. Com ele foi apreendido um veículo sedan de luxo, avaliado em aproximadamente R$ 190 mil, cujo documento está em nome de um policial militar. 

Leia Também:  Réu por forjar grampo em ex-amante, advogado quer absolvição sumária em MT

Os investigadores encontraram um documento de identificação com nome de uma pessoa, mas a foto que constava no RG era do homem que se apresentou como proprietário da residência. Em entrevista na DERF, ele argumentou que tirou um novo documento para ficar ‘limpo’ na praça, sem qualquer passagem criminal, viajar e montar uma empresa, sediada em Cuiabá e destinada a transportes rodoviários. A empresa foi aberta por ele com um CPF emitido em nome da mesma pessoa cujos dados constavam no RG. 

Durante as buscas nessa casa na Rodovia do Peixe, a equipe da Derf identificou ainda um suspeito que estava com mandado de prisão em aberto decretado em outra operação deflagrada pela unidade especializada. Na época da operação ele conseguiu escapar e mantinha-se foragido até esta sexta-feira. 

Em um dos veículos aprendidos na residência constava um adesivo utilizado para identificar quem é protegido pela facção e que o proprietário paga a ‘caixinha’ da organização. 

Informações apuradas pelas equipes apontaram que as duas mulheres presas seriam as responsáveis por organizar a ida das menores de idade para participarem da festa.

A casa onde os suspeitos estavam possui piscina, todos os quartos com ar-condicionado e televisores e uma passarela que leva até a beira do rio, além de diversos eletrodomésticos.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Policial

Polícia Civil cumpre prisão de empresário identificado como autor de homicídio em Juruena

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT

O empresário apontado como autor de um homicídio ocorrido no sábado (31.07) no município de Juruena (880 km a noroeste de Cuiabá) teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, no início da tarde desta terça-feira (03.08).

O suspeito de 34 anos se apresentou com advogado na delegacia de Juína (735 km a noroeste da Capital), ocasião em que já estava com a ordem de prisão preventiva expedida pela Justiça, com base nas investigações da Polícia Civil.

O homicídio que vitimou, Maycon dos Santos Ronn, de 27 anos ocorreu por volta das 20h30 de sábado (31), em um posto de combustíveis em Juruena, ocasião em que a vítima foi morta por disparos de arma de fogo. Logo após os fatos, o suspeito entrou em seu veículo e fugiu do local.

Assim que foi acionada do crime, a equipe de policiais da Delegacia de Juruena foram até o local e após as providências de praxe, iniciou as diligências para identificar e prender o autor do homicídio. Através das imagens das câmeras do circuito de segurança do posto, foi possível identificar o autor do crime como o empresário do ramo de metalúrgica do município.

Leia Também:  Adolescente sofre aborto e joga feto para cachorro em MT

Diante das evidências colhidas pelos policiais da Delegacia de Juruena, o delegado plantonista, Marco Bertolotto Remuzzi, representou pelo mandado de prisão preventiva do suspeito, que foi deferida pela Justiça, no início da tarde domingo (01.08). O suspeito se apresentou no início da tarde desta terça-feira (03), na Delegacia de Juína.

Segundo o delegado, Marco Remuzzi, a agilidade nas investigações foi fundamental para que a expedição do mandado e consequente prisão do suspeito, uma vez que ele não estava mais em situação de flagrante.

“A rapidez no trabalho investigativo realizado pelos policiais da Delegacia de Juruena na identificação do suspeito foi fundamental para esclarecimento dos fatos e prisão do autor do crime. Adentramos a noite, para materializar a denúncia, outiva de testemunhas, relatórios policiais que deram base para a representação do mandado de prisão preventiva do suspeito que foi protocolada nas primeiras horas de domingo e expedida poucas horas depois”, disse o delegado.

A motivação do crime será apurada em inquérito policial que continua em andamento pela Delegacia de Juruena.

Leia Também:  Traficantes presos e soltos semana passada em Confresa são encontrados mortos em rio de Canabrava do Norte

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA