ÁGUA BOA

Policial

Polícia Civil alinha parceria com Prefeitura para construção de Complexo da Polícia em Tangará da Serra

Publicado em

Policial


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Diretoria Geral da Polícia Civil reuniu na manhã desta terça-feira (14.09) com a equipe da Prefeitura de Tangará da Serra para tratar sobre a aquisição do terreno e elaboração do projeto executivo do Complexo da Polícia Civil, onde serão instaladas as seis delegacias do município.

Além da reunião realizada no Executivo Municipal, as autoridades, entre elas o delegado-geral, Mário Dermeval, o diretor de Interior, Walfrido Frankim do Nascimento e o prefeito de Tangará da Serra, Vander Masson, visitaram o terreno onde será construindo o complexo, localizado em um bairro nobre da cidade.

Nas tratativas ficou estabelecida por parte da Prefeitura de Tangará da Serra o Termo de Cooperação, em que o Município disponibilizará o terreno de 7.500 m² e o projeto executivo completo da obra.

Através de convênio com o Governo do Estado, o recurso destinado para que a construção do complexo já no ano de 2022, uma vez que em 2021 será finalizado o projeto executivo da obra.

Na área, localizada próximo ao Hospital Municipal, funcionarão todas as unidades da Polícia Civil de Tangará da Serra, incluindo Delegacia Regional, Delegacia Municipal, Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Centro de Treinamento e auditório.

Leia Também:  Foragido por homicídio ocorrido em Tapurah é preso em Porto dos Gaúchos

O prefeito de Tangará da Serra ficou muito satisfeito com a visita dos diretores da Polícia Civil e ressaltou que a parceria estabelecida entre a Prefeitura e a Polícia Civil para concretização do complexo tem tudo para dar certo e que até o final de 2022, a cidade deve receber as unidades policiais totalmente renovadas.

“O encontro com os diretores da Polícia Civil foi fundamental para alinharmos a parceria para construção de um Complexo da Polícia Civil em Tangará da Serra, uma vez que a atual estrutura física da instituição está defasada. Agora estamos trabalhando junto com o Estado para dar melhores condições de trabalho à Polícia Civil e de atendimento à nossa população”, disse Wander Masson. 

O delegado-geral destacou que a ideia do Complexo da Polícia Civil em Tangará da Serra foi implantada durante uma reunião gerencial no início do ano, uma vez que a ideia de reunir diversas unidades especializadas em um único ambiente já foi instalada em Sinop e também será aplicada em Rondonópolis e Cáceres.

 “Adotando a ideia, a Prefeitura disponibilizou o terreno e agora está desenvolvendo o projeto executivo, para que com a planilha orçamentária em mãos nos possamos efetivamente partir para obtenção de recurso para construção do complexo que certamente mudará toda realidade da Polícia Civil na cidade e região”, disse Mário Dermeval.

Leia Também:  Homem que cometeu abusos sexuais contra afilhada é preso pela Polícia Civil em MT

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Policial

Policiais civis e militares deflagram operação contra ações criminosa em Cáceres

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil em conjunto com a Polícia Militar deflagraram na manhã deste sábado (25.09), no município de Cáceres (225 km a oeste de Cáceres), a operação “Pacto pela Vida”, visando intensificar o combate à criminalidade na região de fronteira.

A ação integrada foi realizada das 5 às 11 horas da manhã, e teve como objetivo principal a repressão aos pontos de venda de drogas, coleta de provas para esclarecimentos de ocorrências de homicídio, bem como a desarticulação de organização criminosa instalada na cidade.

Foram cumpridos mandados de busca que resultaram na prisão de 5 pessoas em flagrante, sendo três autuadas por tráfico de drogas, duas por tráfico e associação para o tráfico, e outra presa por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo de uso restrito. Duas pessoas também foram detidas por crime de menor potencial ofensivo, e responderão Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) de uso de entorpecentes.

Ao todo foram apreendidas 18 porções nos tamanhos pequenas e médias de substâncias ilícitas, 38 aparelhos celulares, 12 munições de diferentes calibres, 2 armas de fogo, 1 veículo, 4 televisores, 2 máquinas de cartão de crédito e débito, entre outros materiais como balança de precisão e relógios de marca sem comprovação fiscal. 

Leia Também:  Mais de 400 passageiros de ônibus recebem orientações de segurança no trânsito

Também foram retirados de circulação a quantia monetária de mais de R$ 26 mil em dinheiro, além de notas bolivianas e dólares, os quais foram obtidos através de práticas ilícitas, bem como estavam sob a guarda de integrantes da organização criminosa.

Conforme o delegado de polícia Wilson Souza Santos, a primeira etapa compreendeu a produção de conhecimento acerca da forma de atuação da associação criminosa em Cáceres, e da localização dos pontos de vendas de drogas nos bairros, bem como na identificação de autores e das pessoas que os apoiam na execução de homicídio recentemente ocorridos na região.  

“Em seguida foi representado junto ao Poder Judiciário pela expedição dos mandados de busca e apreensão domiciliares, razão pela qual deflagrou-se a ação integrada voltada à efetivação das medidas deferidas pela Justiça”, destacou o delegado.

Participaram da operação “Pacto pela Vida”, policiais civis de Cáceres lotados na Delegacia Regional, 1ª Delegacia de Polícia, Delegacia de Defesa da Mulher, Delegacia Especializada do Adolescente, Delegacia Especial de Fronteira, e policiais militares do 6º Comando Regional, 6º Batalhão PM, Força Tática, Grupo Especial de Fronteira, equipes do CANILFRON e do CIOPAER.

Leia Também:  Polícia Civil localiza no Pará homem investigado por emboscada em área de conflitos de terra em MT

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA