ÁGUA BOA

Policial

Polícia Civil apreende três armas de fogo e prende quatro pessoas em operação de combate à criminalidade

Publicado em

Policial


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, através das Delegacias de Comodoro e Campos de Júlio, prendeu quatro pessoas e apreendeu três armas de fogo durante a Operação Lua Nova, deflagrada, na sexta-feira (10.09), para coibir tráfico de drogas, extração ilegal de madeira e outros crimes na região do Vale do Guaporé.

Na operação, coordenada pelo delegado Ricardo Marques Sarto, foram realizadas abordagens de veículos que trafegavam na MT 235, na região da localidade conhecida como “Estrada dos Índios”, a cerca de 40 quilômetros da cidade.

Durante os trabalhos, os policiais abordaram uma camionete com quatro homens, três deles em portando armas de fogo. Os suspeitos não possuíam porte de arma, além de uma delas não ser registrada.

Diante dos fatos, as armas foram apreendidas, sendo um revólver calibre 38, uma pistola 9 mm, e um rifle calibre 22, além de diversas munições dos respectivos calibres. Os três homens foram conduzidos à delegacia, onde após serem interrogados foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.

Leia Também:  Servidores das forças de segurança participam de palestra sobre conhecimento e prevenção ao suicídio

Em continuidade aos trabalhos da operação, já no perímetro urbano da cidade de Comodoro, foi realizada a abordagem de mais uma camionete, cujos ocupantes estavam ingerindo bebida alcoólicas.

Os policiais realizaram o teste do etilômetro no motorista que estava em visível estado de embriaguez, dando resultado positivo com 0,61 mg de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões. Evidenciada a situação de embriaguez, o suspeito foi encaminhado para a Delegacia, onde foi autuado em flagrante pelo artigo 30 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB)

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Policial

Polícia Civil esclarece autoria de homicídio em Primavera do Leste e prende dois irmãos pelo crime

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

A Divisão de Homicídios da Delegacia de Primavera do Leste esclareceu um homicídio ocorrido em fevereiro deste ano e indiciou dois irmãos envolvidos no crime.

Na tarde do dia 19 de fevereiro, Ueslei Ferreira Barbosa, de 44 anos, foi abordado por um dos investigados, no bairro Parque Eldorado, e atingido a tiros, morrendo no local. A partir das investigações realizadas pela equipe da Divisão de Homicídios, os policiais civis conseguiram identificar o executor do crime, que tem 28 anos.

Com base nas informações levantadas durante a apuração, o delegado Allan Victor Sousa da Mata representou por medidas de busca e apreensão.

Os mandados de buscas foram cumpridos durante a Operação Quinto Mandamento, deflagrada em abril deste ano, e resultando na apreensão de munições, drogas e arma de fogo. O suspeito não foi preso à época porque conseguiu fugir do local e deixou a esposa para trás, que foi detida em flagrante por tráfico de drogas. As munições apreendidas eram do mesmo calibre utilizado para executar a vítima.

Leia Também:  Polícia Civil prende envolvidos em roubo em restaurante na BR 070 em que vítima foi agredida

Prisões

Após a apreensão do material durante a operação, o delegado Allan Victor representou pela prisão temporária do suspeito. Ele foi localizado em julho pela equipe da DHPP, na zona rural de Poxoréu, com apoio de equipes da Derf e da Regional de Primavera do Leste.

Com a conclusão da investigação, a Polícia Civil apurou que o irmão do suspeito, de 24 anos, também teve participação no crime. A prisão dele foi efetuada nesta segunda-feira (27) em Primavera do Leste.

‘Diante da gravidade do crime e em razão de ambos já terem passagens criminais, foi representada pela decretação da prisão preventiva”, explicou o delegado.

Os dois irmãos foram indiciados por homicídio qualificado. O executor do crime responde por outros crimes, entre eles tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo.

Com a conclusão da investigação, o inquérito foi encaminhado à Justiça. O Ministério Público ofereceu denúncia e, após manifestação favorável pela decretação da prisão, a Justiça decretou a prisão preventiva dos irmãos.

Fonte: PJC MT
Leia Também:  Rotam prende suspeitos com meia tonelada de maconha; prejuízo é milionário para organização criminosa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA