ÁGUA BOA

Policial

Polícia Civil cumpre mandado de prisão contra suspeito de participar de furto a caixa eletrônico

Publicado em

Policial


Assessoria/Polícia Civil-MT

Um homem suspeito de envolvimento na explosão de um caixa eletrônico ocorrido em um supermercado em Várzea Grande foi preso pela Polícia Civil, nesta segunda-feira (27.09), durante diligências dos policiais da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) para apurar o crime.

O crime ocorreu na madrugada de sexta-feira (24) no interior de um supermercado, no bairro Hélio Ponce, causando estragos no estabelecimento e em outros comércios próximos.

A equipe de investigadores da GCCO buscava elementos para identificar os envolvidos na explosão do caixa eletrônico, quando receberam informações da possível participação do suspeito no crime.

Com base na denúncia, os policiais realizaram diligências conseguindo localizar o suspeito no bairro Parque do Lago, em Várzea Grande. Em checagem no sistema, foi verificado o mandado de prisão em aberto contro o investigado pelo crime de roubo.

Ele foi conduzido para a GCCO, onde interrogado pelo delegado Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, negou a participação na explosão do caixa eletrônico. Posteriormente, o suspeito foi encaminhado para Gerência Estadual de Polinter, onde foram tomadas as providências para cumprimento do mandado.

Leia Também:  Investigação sobre crime do novo cangaço no norte de MT é destaque em programa nacional de TV

“As investigações seguem em andamento para identificar a possível participação do suspeito no crime, uma vez que, neste primeiro momento não foram encontrados elementos que comprovem o seu envolvimento”, disse o delegado.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Policial

Polícia Civil prende na Capital homem investigado por homicídio ocorrido em novembro passado

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT 

Policiais civis da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) cumpriram na tarde desta sexta-feira (22.10) a prisão de um homem investigado por um homicídio ocorrido em novembro passado, na Capital.

Adilson Alves da Silva, 33 anos, foi atingido por disparos de arma de fogo dentro de sua casa, no bairro Paraisópolis, ao lado do Três Poderes, no dia 07 de novembro do ano passado. Ele foi socorrido a uma unidade de saúde e faleceu dois dias depois, em decorrência de uma parada cardiorrespiratória.

Dois suspeitos invadiram a residência da vítima, arrombaram a porta e um deles, o preso nesta sexta-feira, fez os disparos de arma de fogo contra Adilson, que dormia ao lado de sua esposa.

A investigação da DHPP encontrou elementos robustos que chegaram ao autor do crime, de 22 anos, que teve o mandado de prisão temporária representado pelo delegado Olímpio da Cunha Fernandes à 12a Vara Criminal, que decretou a prisão temporária.

Em seu interrogatório, entretanto, ele negou ter cometido o crime, embora houvesse contradições em sua narrativa. “Agora, ele aguardará preso até a conclusão das investigações e, sendo convertida a cautelar em preventiva, o desenrolar do processo”, explicou o delegado.

Leia Também:  Operação Capistrum cumpre medidas contra gestores da prefeitura de Cuiabá

Após o crime, a investigação apurou tudo que ocorrera na data dos fatos e constatou que esse suspeito foragiu do bairro onde ocorreu o homicídio. Em seu interrogatório, entretanto, ele negou ter cometido o crime, embora houvesse contradições em sua narrativa.

O investigado tem passagem por roubo e na ocasião de sua prisão, em 2019, agrediu verbalmente e fez afrontas à equipe policial na Central de Flagrantes da Capital.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA