ÁGUA BOA

Policial

Polícia Civil de MT prende mulher foragida do Amazonas e apreende carro de luxo

Publicado em

Policial


Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Mato Grosso, por meio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá), realizou na sexta-feira (24.09), a prisão de uma mulher foragida da  Justiça do Amazonas. Na ação um veículo de luxo comprado com dinheiro oriundo de ações criminosas foi apreendido. 

Alvo de uma operação policial deflagrada no Estado do Amazonas, a procurada de 27 anos estava com o mandado de prisão em aberto, bem como responde pelos crimes de estelionato e promover ou constituir organização criminosa. Ela foi presa pelos policiais civis em uma residência de alto padrão na cidade de Rondonópolis.

Durante diligências investigativas, a equipe da Derf-Rondonópolis recebeu informação sobre um casal integrante de uma organização criminosa que estava na região e continua cometendo crimes, lavando dinheiro proveniente de golpes de estelionato, e estava com um veículo Corolla Toyota adquirido com lucro do tráfico.

Conforme apuração, o marido da mulher encontra-se preso após ser alvo de uma operação policial no Amazonas, porém continua cometendo crimes de estelionato. 

Leia Também:  Casal responsável por lançar drogas e celulares em penitenciária é preso em flagrante, no sul do estado

Diante dos fatos os investigadores passaram a monitorar o endereço da suspeita, quando no final da tarde de sexta-feira (24), a equipe conseguiu abordar a mesma no local. Ao perceber a presença dos policiais civis, a mulher tentou fingir que estava dormindo.

No interior do imóvel foi notado que a casa possui alto padrão de qualidade, com piso em porcelanato, móveis planejados e com acabamento de luxo. Na residência também havia o Corolla avaliado em cerca de R$ 120 mil. Na checagem foi verificado que o veículo estava no nome de indivíduosem emprego fixo e com condenações por tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e outros crimes.

Em cumprimento ao mandado de prisão, a suspeita foi presa e encaminhada junto com o automóvel apreendido até a Derf-Rondonópolis. Após ser ouvida, a mulher foi apresentada e colocada à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Policial

Polícia Civil prende na Capital homem investigado por homicídio ocorrido em novembro passado

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT 

Policiais civis da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) cumpriram na tarde desta sexta-feira (22.10) a prisão de um homem investigado por um homicídio ocorrido em novembro passado, na Capital.

Adilson Alves da Silva, 33 anos, foi atingido por disparos de arma de fogo dentro de sua casa, no bairro Paraisópolis, ao lado do Três Poderes, no dia 07 de novembro do ano passado. Ele foi socorrido a uma unidade de saúde e faleceu dois dias depois, em decorrência de uma parada cardiorrespiratória.

Dois suspeitos invadiram a residência da vítima, arrombaram a porta e um deles, o preso nesta sexta-feira, fez os disparos de arma de fogo contra Adilson, que dormia ao lado de sua esposa.

A investigação da DHPP encontrou elementos robustos que chegaram ao autor do crime, de 22 anos, que teve o mandado de prisão temporária representado pelo delegado Olímpio da Cunha Fernandes à 12a Vara Criminal, que decretou a prisão temporária.

Em seu interrogatório, entretanto, ele negou ter cometido o crime, embora houvesse contradições em sua narrativa. “Agora, ele aguardará preso até a conclusão das investigações e, sendo convertida a cautelar em preventiva, o desenrolar do processo”, explicou o delegado.

Leia Também:  Polícias Civis de MT e AC prendem integrante de organização criminosa voltada para estelionato pela internet

Após o crime, a investigação apurou tudo que ocorrera na data dos fatos e constatou que esse suspeito foragiu do bairro onde ocorreu o homicídio. Em seu interrogatório, entretanto, ele negou ter cometido o crime, embora houvesse contradições em sua narrativa.

O investigado tem passagem por roubo e na ocasião de sua prisão, em 2019, agrediu verbalmente e fez afrontas à equipe policial na Central de Flagrantes da Capital.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA