ÁGUA BOA

Policial

Polícia Civil prende autor do homicídio de empresário ocorrido em Nova Xavantina

Publicado em

Policial

O autor do homicídio, que vitimou um empresário de nacionalidade portuguesa, no município de Nova Xavantina, região leste do Estado, foi preso pela Polícia Civil, nesta quinta-feira (30.06), após diligências ininterruptas para apurar o crime.

Contra o suspeito de 42 anos também foi descoberto um mandado de prisão em aberto, decretado pelo juízo da Comarca de Novo São Joaquim, no dia 12 de maio deste ano, pelo crime de estupro vulnerável.

Além do cumprimento da prisão, o suspeito foi autuado em flagrante pelos crimes de homicídio qualificado e tentativa de homicídio qualificado.

O homicídio ocorreu na tarde de terça-feira (28), quando o empresário Jonson Almeida dos Santos, conhecido como Português, foi atingido por dois disparos de arma de fogo na região abdominal.

A motivação do crime foi um desacordo comercial. O suspeito também tentou disparar contra outra pessoa, porém a arma falhou.

Os policiais civis de Nova Xavantina, com apoio do Núcleo de Inteligência da Delegacia Regional de Água Boa e das delegacias de Campinápolis e de Novo São Joaquim, coordenados pelo delegado Raphael Diniz Garcia, efetuaram a prisão do suspeito, que estava escondido no bairro Boa Esperança, em Novo São Joaquim.

Leia Também:  Polícia apreende mais de R$ 5 mil em dinheiro falso e vários cartões de bancos em Água Boa

Ele foi conduzido à Delegacia de Nova Xavantina, interrogado e autuado em flagrante por homicídio qualificado e tentativa de homicídio qualificado, além de ter cumprido o mandado de prisão em seu desfavor.

A pistola de calibre 765, usada no crime, foi apreendida em uma casa em Nova Xavantina. O proprietário do imóvel, onde a arma estava, também foi detido e preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

Após a confecção dos autos, ambos os presos foram apresentados e colocados à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Policial

Homem é preso suspeito de estuprar filha de vizinho de 8 anos em MT

Polícia Civil divulgou dois casos de estupro de vulnerável. Na outra ocasião a vítima, de 10 anos, era sobrinha-neta do suspeito.

Publicados

em

A Polícia Civil divulgou dois casos de estupro de vulnerável, nesta semana no interior de Mato Grosso. Nas duas ocasiões, os suspeitos foram presos e estão sendo investigados pela polícia. As vítimas são meninas de 8 e 10 anos de idade.

Em Alto Araguaia (MT), um homem foi presos suspeito de abusar sexualmente de uma menina de 8 anos, filha de uma família vizinha de sua residência. Ele teve o mandado de prisão preventiva cumprido nessa quarta-feira (10).

O investigado, de 60 anos, é suspeito dos crimes de estupro de vulnerável e armazenagem de fotos pornográficas de menor cometidos em Alto Araguaia.

Segundo a polícia, em janeiro deste ano o Conselho Tutelar recebeu a primeira denúncia anônima informando que uma menina de aproximadamente seis anos de idade estaria sozinha no bar do suspeito. O local também era a residência do investigado e onde ele abusava da menor.

Após diligências, foi confirmada a denúncia, sendo a família da criança advertida sobre os fatos.

No entanto, em julho foi recebida outra denúncia reportando que a criança continuava frequentando o estabelecimento, sendo ainda vítima de abusos por parte do proprietário. Foi encaminhado foto dela despida, com a informação de que a imagem estava armazenada no celular do suspeito.

Leia Também:  Policia Intercepta quadrilha que pretendia invadir fazenda em Querência

Após apurar os fatos e obter mais indícios, a polícia cumpriu a prisão preventiva do suspeito e o mandado de busca e apreensão no local, com o objetivo apreender o celular dele.

As ordens judiciais foram deferidas pela Justiça e, durante o cumprimento do mandado, verificou-se que o suspeito abandonou o bar, e fugiu do município. Igualmente, a família da criança teria saído da cidade.

Segundo a Polícia Civil, a suspeita é que o investigado teria dado dinheiro para que a família da criança fugisse, para que não fossem investigados e acabassem confirmando as denúncias.

O Núcleo de Inteligência da Polícia Civil em Alto Araguaia detectou que o suspeito, provavelmente, estaria escondido na zona rural do município de Pedra Preta, a 243 km de Cuiabá.

O homem foi encontrado e preso na área rural da cidade.

Suspeito de abusar da sobrinha

Um homem, de 56 anos, é investigado pela Delegacia de Guarantã do Norte (MT), por abusar sexualmente da sobrinha-neta dele, de 10 anos. O suspeito teve a prisão preventiva decretada em audiência de custódia.

Leia Também:  Homem é preso após tentar aplicar golpes em idosos usando programa do governo federal na divisa de MT e GO

Segundo a polícia, o crime ocorreu no domingo (7), pela manhã, quando o homem entrou no quarto em que a criança estava dormindo e cometeu o abuso sexual. Ele também se despiu e se masturbou em frente à criança. O homem foi surpreendido pela bisavó da menina e mãe dele, porém, disfarçou e saiu do ambiente.

Na noite do mesmo dia, após perceber o comportamento estranho da filha, a mãe conversou com a vítima, descobriu o que havia acontecido e comunicou as autoridades. Diante disso, o suspeito foi preso em flagrante

Na terça-feira (9), ele foi apresentado em audiência de custódia. O delegado Lucas Lelis representou pela prisão preventiva do investigado.

Olho no Araguaia/G1 MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA