ÁGUA BOA

Policial

Policiais civis e militares deflagram operação contra ações criminosa em Cáceres

Publicado em

Policial


Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil em conjunto com a Polícia Militar deflagraram na manhã deste sábado (25.09), no município de Cáceres (225 km a oeste de Cáceres), a operação “Pacto pela Vida”, visando intensificar o combate à criminalidade na região de fronteira.

A ação integrada foi realizada das 5 às 11 horas da manhã, e teve como objetivo principal a repressão aos pontos de venda de drogas, coleta de provas para esclarecimentos de ocorrências de homicídio, bem como a desarticulação de organização criminosa instalada na cidade.

Foram cumpridos mandados de busca que resultaram na prisão de 5 pessoas em flagrante, sendo três autuadas por tráfico de drogas, duas por tráfico e associação para o tráfico, e outra presa por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo de uso restrito. Duas pessoas também foram detidas por crime de menor potencial ofensivo, e responderão Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) de uso de entorpecentes.

Ao todo foram apreendidas 18 porções nos tamanhos pequenas e médias de substâncias ilícitas, 38 aparelhos celulares, 12 munições de diferentes calibres, 2 armas de fogo, 1 veículo, 4 televisores, 2 máquinas de cartão de crédito e débito, entre outros materiais como balança de precisão e relógios de marca sem comprovação fiscal. 

Leia Também:  Suspeita de receptar celular furtado é presa em flagrante em Juscimeira

Também foram retirados de circulação a quantia monetária de mais de R$ 26 mil em dinheiro, além de notas bolivianas e dólares, os quais foram obtidos através de práticas ilícitas, bem como estavam sob a guarda de integrantes da organização criminosa.

Conforme o delegado de polícia Wilson Souza Santos, a primeira etapa compreendeu a produção de conhecimento acerca da forma de atuação da associação criminosa em Cáceres, e da localização dos pontos de vendas de drogas nos bairros, bem como na identificação de autores e das pessoas que os apoiam na execução de homicídio recentemente ocorridos na região.  

“Em seguida foi representado junto ao Poder Judiciário pela expedição dos mandados de busca e apreensão domiciliares, razão pela qual deflagrou-se a ação integrada voltada à efetivação das medidas deferidas pela Justiça”, destacou o delegado.

Participaram da operação “Pacto pela Vida”, policiais civis de Cáceres lotados na Delegacia Regional, 1ª Delegacia de Polícia, Delegacia de Defesa da Mulher, Delegacia Especializada do Adolescente, Delegacia Especial de Fronteira, e policiais militares do 6º Comando Regional, 6º Batalhão PM, Força Tática, Grupo Especial de Fronteira, equipes do CANILFRON e do CIOPAER.

Leia Também:  Traficante monitorado por tornozeleira é novamente preso em flagrante, no Pedregal, em Cuiabá

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Policial

Polícia Civil prende na Capital homem investigado por homicídio ocorrido em novembro passado

Publicados

em


Assessoria/Polícia Civil-MT 

Policiais civis da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) cumpriram na tarde desta sexta-feira (22.10) a prisão de um homem investigado por um homicídio ocorrido em novembro passado, na Capital.

Adilson Alves da Silva, 33 anos, foi atingido por disparos de arma de fogo dentro de sua casa, no bairro Paraisópolis, ao lado do Três Poderes, no dia 07 de novembro do ano passado. Ele foi socorrido a uma unidade de saúde e faleceu dois dias depois, em decorrência de uma parada cardiorrespiratória.

Dois suspeitos invadiram a residência da vítima, arrombaram a porta e um deles, o preso nesta sexta-feira, fez os disparos de arma de fogo contra Adilson, que dormia ao lado de sua esposa.

A investigação da DHPP encontrou elementos robustos que chegaram ao autor do crime, de 22 anos, que teve o mandado de prisão temporária representado pelo delegado Olímpio da Cunha Fernandes à 12a Vara Criminal, que decretou a prisão temporária.

Em seu interrogatório, entretanto, ele negou ter cometido o crime, embora houvesse contradições em sua narrativa. “Agora, ele aguardará preso até a conclusão das investigações e, sendo convertida a cautelar em preventiva, o desenrolar do processo”, explicou o delegado.

Leia Também:  Equipe de atendimento psicossocial promove roda de conversa e reflexão com policiais em Cáceres

Após o crime, a investigação apurou tudo que ocorrera na data dos fatos e constatou que esse suspeito foragiu do bairro onde ocorreu o homicídio. Em seu interrogatório, entretanto, ele negou ter cometido o crime, embora houvesse contradições em sua narrativa.

O investigado tem passagem por roubo e na ocasião de sua prisão, em 2019, agrediu verbalmente e fez afrontas à equipe policial na Central de Flagrantes da Capital.

Fonte: PJC MT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA