ÁGUA BOA

Política

“Sinop se tornou uma referência para o mundo”, afirma Dal Molin em evento comemorativo aos 47 anos do município

Publicado em

Política


Foto: Michel Ferreira / Assessoria de Gabinete

“Não temos que ir pra imprensa ‘bater boca’ com ONGs ou muito menos com líderes políticos de outras nações. Se existe alguém que quer o bem do nosso país, somos nós, o povo brasileiro. Avançamos no combate aos incêndios e ao desmatamento ilegal e isso é um mérito de todos. Somos um exemplo de sustentabilidade e posso assegurar, sem nenhum receio, que Sinop é uma referência para o mundo”. A avaliação foi feita nessa terça-feira (14), pelo deputado estadual Xuxu Dal Molin (PSC) durante o lançamento da planta arquitetônica do Parque Jardim Botânico, em Sinop. A solenidade coincidiu com as comemorações de 47 anos de emancipação administrativa do município, situado a 498 km de Cuiabá.

Com previsão de investimentos na ordem de R$ 13,6 milhões e área de abrangência de 50 hectares, o parque natural será composto, entre outros, por seis quadras poliesportivas, parques infantis e academias de ginástica, auditório com capacidades para 150 pessoas, além de campos experimentais de pesquisas desenvolvidas por instituições da rede pública e privada de ensino superior.

 “Está de parabéns o prefeito [Roberto Dorner] por empreender um projeto dessa grandeza. Ao investir na área de pesquisa e na qualificação de mão de obra local, Sinop está contribuindo com toda cadeia do setor produtivo e como o Mato Grosso como num todo. Conte com o apoio da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso para dar continuidade a esse brilhante projeto”, assinala Dal Molin.

Leia Também:  Alta Floresta é contemplada com nova sede da Escola Militar Dom Pedro II

Ao descrever as dificuldades para readequar o projeto inicial, Roberto Dorner (Republicanos) fez questão de enaltecer o empenho dos profissionais ligados ao Núcleo de Projetos e Desenvolvimento Urbano e da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.

 “Foram muitas idas e vindas, muitas negativas da Caixa Econômica Federal (CEF). Cheguei a temer que perderíamos esse recurso, mas felizmente, graças ao comprometimento da nossa equipe, conseguimos concluir essa etapa e posteriormente firmar o convênio junto a Superintendência do Centro-Oeste (Sudeco)”, relembra.

 Ainda em Sinop, o parlamentar participou da inauguração da Escola Militar Tiradentes 2º sargento Claudemir França Maciel. Morto em 2017 em decorrência de um tumor cerebral, o policial empresta seu nome à 14º unidade educacional militar mantida por meio de uma parceria entre a prefeitura municipal e o governo do estado.

 A nova escola militar tem capacidade inicial para 500 estudantes do 7º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio. O Processo seletivo para admissão de novos alunos contou com a participação de 1,5 mil estudantes.

Leia Também:  Comissão de Segurança ouve delegados afastados da Defaz

 “A qualidade do ensino nas escolares militares é inquestionável. Prova disso são os resultados obtidos no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) que estão entre os maiores da rede estadual de ensino. Quero aproveitar a ocasião e, novamente me colocar à disposição do secretário de Estado de Educação, Alan Porto, e do diretor de Ensino da Polícia Militar, coronel Neto, para levarmos estruturas semelhantes a essa para outras regiões de Mato Grosso”, assinala Xuxu Dal Molin que durante a solenidade foi homenageado com a entrega do brasão da Escola Militar Tiradentes.

 Também participaram da solenidade o senador Wellington Antônio Fagundes, o deputado estadual Gilberto Cattani (PSL), o secretário de Estado de Educação, Alan Porto, por representantes da União das Entidades de Sinop (Unesin), entre outras entidades, além de prefeitos e vereadores de pelo menos 10 municípios da região norte do estado. 

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Política

Dal Molin convoca audiência pública para debater redução de carga tributária em Mato Grosso

Publicados

em


Foto: Marcos Lopes

Apontada por especialistas como o maior entrave para o desenvolvimento econômico, o valor da carga tributária praticada no estado será o tema de uma audiência pública prevista para o dia 15 de outubro na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). O debate foi convocado nessa quarta-feira (15), pelo deputado estadual Xuxu Dal Molin (PSC) por meio do Requerimento 505/2021. 

A audiência pública será realizada de forma virtual, conforme estabelece as medidas administrativas adotadas pela ALMT a fim de prevenir a propagação da covid-19. 

Ao justificar o pedido, o parlamentar cita a complexidade do sistema tributário adotado pelo Estado e, que segundo ele, “resulta em gargalos logísticos e uma enorme insegurança jurídica para diferentes setores da economia”. 

“É urgente, e o ambiente é propício para que se discuta o “custo Mato Grosso”, se identifique mecanismos que possam auxiliar na retomada da atividade econômica, bem como na geração de emprego e renda”, avalia Dal Molin ao complementar que o setor de prestação de serviços, entre outros mais vulneráveis, ainda sente os efeitos causados pelas medidas restritivas impostas desde o início da pandemia. 

Leia Também:  Faissal questiona local de construção de ponte entre Canabrava do Norte e São Felix do Araguaia.

Ainda de acordo com o parlamentar, o Estado apresenta um crescimento vertical contínuo, enquanto setores essenciais para o aquecimento da economia, como agricultura, agroindústria e mineração, evoluíram de forma horizontal.

 “Chegou a hora do Estado servir ao seu povo. O Estado não pode ficar rico em detrimento ao trabalhador. Chegou a hora de discutirmos a redução dos impostos que incidem nos combustíveis, energia elétrica, gás de cozinha e do ICMS (…). Temos a obrigação moral de reduzir o custo de vida do cidadão mato-grossense e daqueles que geram empregos em todas as áreas da economia”, assinala o autor da célebre frase: “Mais gestão, menos impostos”. 

Foram convidados para participar da audiência: o governador Mauro Mendes (DEM), o secretário de Estado de Fazenda, Rogério Luiz Gallo, o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Cesar Alberto Miranda dos Santos Costa, além de membros de entidades representativas como a Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso (Fiemt), Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Mato Grosso (Facmat), Associação dos Produtores de Soja e Milho (Aprosoja), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos de Mato Grosso, Associação dos Condutores e Transportadores de Mato Grosso (Acontrans), entre outros. 

Leia Também:  Parceria entre João Batista e prefeito Tatá Amaral garante abastecimento de água em comunidade de Poconé

Aumento de arrecadação 

Segundo relatório emitido pela Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), no primeiro quadrimestre deste ano (2021), Mato Grosso registrou aumento na arrecadação de 26,2% se comparado com igual período do ano anterior. 

Já o faturamento total tributável saltou de R$ 119,5 milhões para R$ 172,5 milhões o que representa um acréscimo de quase 44%, gerando superávit e superando os efeitos econômicos negativos causados pela pandemia da covid-19. 

Nessa mesma linha, a arrecadação sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) aumentou 22%. Entre os setores que mais influenciaram no aumento da arrecadação estão: agropecuária (60%), indústria (40%) e comércio e serviços (25%).

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA