ÁGUA BOA

Saúde

Brasil chega à marca de 100 milhões de doses de vacinas aplicadas

Publicado em

Saúde


Segundo dados oficiais do Vacinômetro – ferramenta de dados do Ministério da Saúde que acompanha o ritmo de vacinação no Brasil – o país ultrapassou hoje (30) a marca de 100 milhões de doses aplicadas.

Em redes sociais, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, comemorou a marca.

O Brasil é o 4º país do mundo em número absoluto de doses aplicadas. Segundo o Vacinômetro, o país registra 135.060.376 doses distribuídas para os estados e o Distrito Federal, com 101.476.804 doses tendo sido aplicadas. Destas, 74,3 milhões são relativas à primeira dose, enquanto 27,1 milhões correspondem à segunda dose ou dose única (no caso da vacina Janssen).

De acordo com o painel de dados, 2,2 milhões de doses foram aplicadas apenas em 24 horas – ritmo acima das expectativas do ministro Marcelo Queiroga.

Leia Também:  SUS inclui medicamento para tratamento de atrofia muscular espinhal 2

Os dados do Ministério da Saúde mostram que a região Sudeste – a mais populosa do Brasil – foi a que mais vacinou, com 40,8 milhões de doses aplicadas. Nordeste está em segundo, com 22,6 milhões de doses. Sul, Centro-Oeste e Norte seguem nas respectivas posições.

A vacina mais aplicada no Brasil é a Butantan Sinovac, que equivale à CoronaVac. Em segundo lugar está a vacina AstraZeneca, que é envasada pela Fiocruz e que deverá passar a ter fabricação nacional até 2022. A vacina ComiRNAty, da Pfizer/BioNTech, segue em terceiro. A vacina da Janssen está em quarto lugar, já que ainda não teve grande volume de entrega e é restrita, no momento, para grupos específicos.

Queda em ocupação de UTIs

Hoje, o estado de São Paulo registrou, pela primeira vez nos últimos três meses, uma taxa de ocupação de leitos de UTIs abaixo de 75%. Em todo o estado, a taxa está hoje em 74,8%, enquanto na Grande São Paulo está em 68,9%.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Leia Também:  Mortalidade materna por covid-19 é 2,5 vezes maior que taxa nacional
Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Covid-19: Em 24 horas, Brasil registra 910 mortes

Publicados

em


O total de vidas perdidas para a covid-19 subiu para 556.370. Em 24 horas, foram confirmadas 910 mortes em decorrência da doença. 

Já a soma de pessoas que pegaram covid-19 desde o início da pandemia foi para 19.917855. Entre ontem e hoje, as autoridades de saúde registraram 37.582 novos casos da doença. 

Ainda há 741.943 casos em acompanhamento. O nome é dado para pessoas cuja condição de saúde é observada por equipes de saúde e que ainda podem evoluir para diferentes quadros, inclusive graves.

O número de pessoas que se recuperaram da covid-19 chegou a 18.619.542

Os dados estão na atualização diária sobre a pandemia do Ministério da Saúde, divulgada pela pasta neste sábado (30). O balanço reúne os registros levantados pelas secretarias estaduais de saúde sobre casos e mortes relacionados à covid-19.

Estados

No topo do ranking de mortes por estado estão São Paulo (138.996), Rio de Janeiro (59.269), Minas Gerais (50.461), Paraná (35.233) e Rio Grande do Sul (33.334). Os estados com menos mortes são Acre (1.799), Roraima (1.855), Amapá (1.907), Tocantins (3.512) e Alagoas (5.809).

Boletim Epidemiológico 31/07/21 Boletim Epidemiológico 31/07/21

Boletim Epidemiológico 31/07/21 – 31/07/2021/Divulgação/Ministério da Saúde
Leia Também:  Covid-19: Anvisa recebe solicitação de uso de medicamento da Pfizer

Vacinação

O Ministério da Saúde distribuiu 184,350 milhões de doses de vacina contra a covid-19, das quais 100,5 milhões foram aplicadas como primeira dose e 41,2 milhões como segunda dose ou dose única.

Edição: Claudia Felczak

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA