ÁGUA BOA

Saúde

Covid-19: SP vai vacinar grávidas sem comorbidades a partir do dia 10

Publicado em

Saúde


O governo de São Paulo anunciou nesta sexta-feira (4) que mulheres grávidas e puérperas – mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias – sem comorbidades a partir de 18 anos serão vacinadas contra a covid-19, em todo o estado, a partir do dia 10 de junho. A vacinação deste público começará antes na capital paulista, Campinas e São Bernardo do Campo, na segunda-feira (7).

“Na próxima segunda-feira, na capital de São Paulo, em São Bernardo do Campo e em Campinas, iniciaremos a vacinação de gestantes e puérperas. E, a partir de quinta-feira, dia 10, em todo o estado de São Paulo, de maneira a planejar e organizar a vacinação com a vacina correta, ou seja, a vacina da Pfizer e a vacina do Butantan [CoronaVac], que são as duas vacinas que a medicina recomenda e aprova para gestantes e puérperas”, disse o governador João Doria.

As grávidas em qualquer período gestacional deverão apresentar relatório ou laudo médico com indicação do profissional para tomar a vacina. As puérperas podem apresentar certidão de nascimento da criança.

Leia Também:  Reajuste em planos de saúde coletivos é maior do que o teto da ANS

A estimativa é que 400 mil mulheres recebam as doses nessa nova etapa. Atualmente, estavam sendo imunizadas apenas grávidas com doenças preexistentes definidas pelo Plano Nacional de Imunização (PNI).

As gestantes sem comorbidades serão imunizadas com doses da Pfizer e CoronaVac. O governo informou que o uso do imunizante da Fiocruz/Astrazeneca para grávidas e puérperas está suspenso desde maio por orientação do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Dia D

Doria também convidou a população para que compareça, neste sábado (5), ao Dia D para aplicação da segunda dose da vacina contra covid-19. O apelo foi feito logo após o governador receber a segunda dose do imunizante, nesta sexta-feira (4).

A ação é focada em complementar a imunização das pessoas que extrapolaram o prazo para ter recebido a segunda fração dos imunizantes: de 28 dias para a Coronavac e de 12 semanas para a vacina da Fiocruz/Astrazeneca.

De acordo com o governo de São Paulo, mais de 442 mil pessoas no estado passaram do prazo de receber a segunda dose da vacina e não voltaram aos postos para tomar o imunizante. A imunização completa contra doença só ocorre depois que a pessoa recebe a segunda dose da vacina.

Leia Também:  GDF reduz idade de vacinação contra covid-19 de 55 para 53 anos

Mais de 5 mil pontos de vacinação estarão abertos no estado das 7h às 18h neste sábado, segundo informou o estado. A orientação é que as pessoas confiram o horário de funcionamento das unidades de saúde nos canais oficiais das cidades.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Brasil registra 78,7 mil novos casos de covid-19 e 2.037 mortes

Publicados

em


O Brasil registrou 78,7 mil novos casos de covid-19 e 2.037 mortes decorrentes da doença, em 24 horas. Os dados foram atualizados hoje (12) pelo Ministério da Saúde.

De acordo com levantamento diário, o Brasil acumula 17.374.818 casos confirmados da doença e 486.272 mortes registradas. O número de recuperados chegou a 15.761.177.

De acordo com o Ministério da Saúde, 3.816 casos estão em investigação.

Estados

O estado de São Paulo tem o maior número de casos acumulados desde o início da pandemia, com 3.499.577 casos e 117.887 óbitos. Em seguida estão Minas Gerais (1.678.558 casos e 42.872 óbitos); Rio Grande do Sul (1.148.015 casos e 29.613 óbitos) e Paraná (1.147.348 casos e 28.086 mortes).

Boletim epidemiologico 12.06.2021 Boletim epidemiologico 12.06.2021

Fonte: Ministério da Saúde

 

Edição: Kelly Oliveira

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Reajuste em planos de saúde coletivos é maior do que o teto da ANS
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA