ÁGUA BOA

Linha de frente

Enfermeiros fazem manifestação no centro de Cuiabá e pedem aprovação de piso salarial

Publicado em

Saúde

Organizadores afirmaram que mais de 1.500 profissionais estiveram presentes na mobilização

O movimento é em protesto à rejeição da leitura da pauta no último dia 18 pelo Senado, quando o projeto tinha 56 assinaturas de parlamentares para votação imediata.

Enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem de Mato Grosso realizaram uma manifestação na manhã desta quarta-feira (2), no Centro de Cuiabá. Os profissionais tentam mobilizar o Senado para colocar o Projeto de Lei (PL) 2564/2020, que institui piso salarial e carga horária de trabalho da categoria, em pauta para votação.

A mobilização teve início na Praça Alencastro e percorreu as avenidas da Prainha, Getúlio Vargas e a Rua Barão de Melgaço. De acordo com os organizadores, mais de 1.500 profissionais estiveram presentes.

O movimento foi organizado pelo Sindicato dos Profissionais de Enfermagem de Mato Grosso (Sinpen), com apoio do Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso (Coren-MT).

As associações consideram que a pandemia mostrou que o trabalho dos profissionais da enfermagem é essencial para o enfrentamento à covid e que deve ser valorizada além das homenagens. A classe cobra a regulamentação do piso salarial dos trabalhadores, que lutam pelo direito há 20 anos.

Leia Também:  Hoje é Dia: semana traz reflexão sobre a luta antimanicomial

A categoria tinha conseguido 56 assinaturas de senadores para que a PL 2564/2020 entrasse em votação imediata, por meio do Requerimento de Urgência 1527/2021, no último dia 18.

No entanto, a pauta não foi lida e o presidente do senado Rodrigo Pacheco (DEM) levou a discussão para a reunião do Colégio de Líderes, onde será decidido quando a pauta deverá ser lida e colocada em votação.

Olho no Araguaia – Repórter MT

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Covid-19: Brasil tem 26,3 mil novos casos e 229 mortes em 24 horas

Publicados

em

O Ministério da Saúde divulgou hoje (17) novos números sobre a pandemia de covid-19 no país. De acordo com levantamento diário feito pela pasta, o Brasil tem no acumulado 30,7 milhões de casos confirmados da doença e 665,2 mil mortes registradas. Os casos de recuperados somam 29,7 milhões (96,9% dos casos). 

Nas últimas 24 horas, o ministério registrou 26,3 mil novos casos e 229 mortes.

Boletim epidemiológico do Ministério da Saúde atualiza a situação da pandemia de covid-19 no país. Boletim epidemiológico do Ministério da Saúde atualiza a situação da pandemia de covid-19 no país.

Boletim epidemiológico do Ministério da Saúde atualiza a situação da pandemia de covid-19 no país. – Ministério da Saúde

O estado de São Paulo tem o maior número de casos acumulados desde o início da pandemia, com 5,4 milhões de casos e 168,7 mil óbitos. Em seguida estão Minas Gerais (3,3 milhões de casos e 61,4 mil óbitos); Paraná (2,4 milhões de casos e 43,2 mil óbitos) e Rio Grande do Sul (2,3 milhões de casos e 39,4 mil óbitos). 

Vacinação 

Conforme o vacinômetro do Ministério da Saúde, 428,9 milhões de doses de vacinas contra contra a covid-19 já foram aplicadas, sendo 176,5 milhões (primeira dose); 157,9 milhões (segunda dose), além de 82,9 milhões (dose de reforço) e 3 milhões (segunda dose de reforço).

Leia Também:  Hoje é Dia: semana traz reflexão sobre a luta antimanicomial

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA