ÁGUA BOA

Saúde

Ministério confirma cinco casos da variante Ômicron no Brasil

Publicado em

Saúde


O Ministério da Saúde confirmou nesta quinta-feira (2) cinco casos da variante Ômicron no Brasil – três em São Paulo e dois no Distrito Federal. São quatro homens e uma mulher, todos vacinados contra a covid-19. Eles estão isolados e pelo menos um apresenta sintomas leves. A maioria está assintomática.

De acordo com a pasta, há ainda oito casos da variante em investigação no país, sendo um em Minas Gerais, um no Rio de Janeiro e seis no Distrito Federal.

Hoje, temos uma situação sanitária bem mais equilibrada, mas lidamos com a imprevisibilidade biológica desse vírus, que sofre mutações. A vigilância em saúde está atenta e atuante pra que essas variantes sejam identificadas e pra que se avalie o potencial dessa variante complicar o cenário pandêmico”, disse o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Estado do Rio registra 12 mil casos de covid-19 em 24 horas
Propaganda

Saúde

Covid-19: Rio de Janeiro começa vacinação de crianças nesta segunda

Publicados

em


A vacinação contra a covid-19 para crianças de 5 a 11 anos na cidade do Rio de Janeiro terá início nesta segunda-feira (17). O cronograma se estende até o dia 9 de fevereiro, de forma escalonada. No dia 17, serão vacinadas as meninas de 11 anos. Na terça (18), será a vez dos meninos de 11 anos, e na quarta (19), a repescagem. A imunização continuará em ordem decrescente de idade. 

O imunizante será o da Pfizer, único autorizado até agora para essa faixa etária. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a vacina contra a covid-19 é segura e tem eficácia comprovada contra o agravamento da doença.

O imunizante tem dosagem e composição diferentes da que é utilizada para maiores de 12 anos. A vacina para crianças será aplicada em duas doses, com intervalo de oito semanas. A tampa do frasco da vacina é de cor laranja, para facilitar a identificação pelas equipes de vacinação e também pelos pais, mães e cuidadores que levarão as crianças para serem vacinadas. 

Os pais devem estar presentes na imunização dos filhos e, se isso não for possível, a aplicação deve ser autorizada em termo de consentimento assinado por eles.

Leia Também:  Ministro diz que vacinação infantil contra covid-19 será monitorada

O secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, disse que espera que pelo menos 90% das 560 mil crianças entre 5 e 11 anos da capital fluminense sejam vacinadas contra a covid-19. 

Edição: Graça Adjuto

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA