ÁGUA BOA

Saúde

Rio tem maior média móvel de mortes por covid-19 desde junho

Publicado em

Saúde


O estado do Rio de Janeiro chegou ontem (6) à maior média móvel de mortes por covid-19 desde o dia 26 de junho, segundo o painel de dados Monitora Covid-19, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O estado teve 142 mortes por dia nos últimos sete dias, patamar que representa um aumento de 33% em relação a 14 dias atrás.

Na capital fluminense, o número de casos também subiu cerca de 30% em relação há 14 dias. A cidade do Rio de Janeiro registrou ontem uma média móvel de cerca de 68 mortes por dia nos últimos sete dias. 

Pesquisadores da fundação tem alertado que o estado caminha em direção contrária ao país, que apresenta queda nos óbitos e está na menor média móvel de vítimas desde o ano passado. A capital fluminense é considerada epicentro da variante Delta, que já se tornou dominante em relação às outras cepas do SARS-CoV-2. 

O Observatório Covid-19 da Fiocruz destacou em seu último boletim que considera que o estado do Rio de Janeiro é o que mais preocupa em relação à taxa de ocupação de leitos de terapia intensiva para covid-19, com a região metropolitana da capital apresentando percentuais críticos de ocupação: Rio de Janeiro (96%) – Belford Roxo (100%), Duque de Caxias (94%), Guapimirim (90%), Nova Iguaçu (85%), Queimados (78%) e São João do Meriti (83%).

Leia Também:  Butantan entrega 5,1 milhões de doses da CoronaVac ao governo

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

São Paulo retoma vacinação com AstraZeneca apenas para segunda dose

Publicados

em


A prefeitura de São Paulo retomou hoje (17) a vacinação com AstraZeneca/Oxford. Foram recebidas ontem mais de 204 mil doses que estão sendo destinadas para completar o esquema vacinal de quem tomou a primeira dose deste fabricante. 

Nos locais em que houver falta da AstraZeneca, poderá ser feita a troca pelo imunizante da Pfizer/BioNTech. Até a última quarta-feira (15), foram aplicadas 134.790 vacinas da Pfizer em substituição à segunda dose. A intercambialidade está em vigor no estado desde 10 de setembro.

A Secretaria Municipal da Saúde orienta que a população consulte a plataforma De Olho na Fila para acompanhar a disponibilidade dos imunizantes para a segunda dose. O site também informa as condições da fila em cada posto.

Reforço em idosos

Na capital paulista, idosos com mais de 85 anos de idade estão recebendo a dose adicional apenas com o imunizante da Pfizer. Podem receber esse reforço os que tomaram a primeira dose há mais de seis meses. 

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Butantan entrega 5,1 milhões de doses da CoronaVac ao governo
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA