ÁGUA BOA

Saúde

Testes para diagnóstico de covid-19 não atestam proteção vacinal

Publicado em

Saúde


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) alerta que os testes para diagnóstico de covid-19 disponíveis no mercado não devem ser utilizados para atestar o nível de proteção contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2) após a vacinação contra a doença. Isso porque estes testes não têm essa finalidade. 

Segundo a Anvisa, é importante informar a população que os produtos atuais registrados no Brasil possibilitam apenas a identificação de pessoas que tenham se infectado pelo Sars-CoV-2. “Os testes disponíveis não foram avaliados para verificar o nível de proteção contra o novo coronavírus”. A Agência ressalta também que, mesmo quando usados para a finalidade correta, os resultados fornecidos pelos testes só devem ser interpretados por profissionais de saúde.

A Agência reforça, ainda, que não há embasamento científico que correlacione a presença de anticorpos contra o Sars-Cov-2 no organismo e a proteção à reinfecção. Sendo assim, nenhum resultado de teste de anticorpo (neutralizante, IgM, IgG, entre outros) deve ser interpretado como garantia de imunidade e nem mesmo indicar algum nível de proteção ao novo coronavírus. 

Leia Também:  Covid-19: Fiocruz prevê entrega de 100 milhões de doses no 2º semestre

Acesse aqui a nota técnica divulgada pela Anvisa sobre os testes para diagnóstico de covid-19.

*Com informações da Anvisa

Edição: Aécio Amado

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Saúde

Médica é nomeada para Secretaria de Enfrentamento à Covid-19

Publicados

em


O ministro-chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, nomeou nesta quinta-feira (17) a médica Rosana Leite de Melo como secretária extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, do Ministério da Saúde. A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União (DOU).

A médica especializada em cirurgia de cabeça e pescoço era diretora do Hospital Regional de Campo Grande, um centro de referência para o enfrentamento da covid-19 em Mato Grosso do Sul. 

Rosana é professora da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), servidora federal desde 2003 e já ocupou outros cargos no governo, como o de diretora da Divisão de Desenvolvimento na Educação em Saúde do Ministério da Educação, em 2017.

A infectologista Luana Araújo foi a primeira indicada ao cargo e chegou a participar do anúncio de criação da Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, em maio, mas a nomeação não foi oficializada.

Em conversa com jornalistas, o ministro da Saúde, Marcelo Queirogo, cogitou para o cargo a atual coordenadora do Plano Nacional de Imunização (PNI), Francieli Fontana Fontineli, mas ao final acabou preferindo um nome de fora da pasta.

Leia Também:  Senado inclui lactantes e outros grupos entre prioridades para vacinar

A Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19 foi criada em maio por meio de decreto presidencial, com o objetivo de coordenar as medidas de combate à pandemia.

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC Saúde

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA