ÁGUA BOA

"NUNCA VÍ UMA SITUAÇÃO COMO ESSA"

Alexandre Garcia fala sobre demissão da CNN Brasil

Publicado em

VARIEDADES

“Essa história de fake news é uma invenção para carimbar nas pessoas que contrariam aquilo que eles acham que tem que ser o pensamento dogmático, pensamento único”, disse Alexandre Garcia, em entrevista à Jovem Pan.

Demitido da CNN após defender o tratamento precoce contra a Covid-19, ele segue defendendo o uso de remédios comprovadamente sem eficácia na prevenção à doença.

De acordo com o colunista Lauro Jardim, do “O Globo”, o jornalista de 80 anos está negociando um contrato com a rádio.

“Em 50 anos de jornalismo, em 80 anos de vida, eu nunca vi uma situação como essas, em que se estabelece o que é falso e o que não é. Mas quem estabelece?”, questionou o jornalista em entrevista ao canal “Pingos nos Is”, da Jovem Pan, antes de completar com a resposta.

“[Quem estabelece] é um personagem de órgão, do [livro] ‘1984’, que estabelece isso. Leu na cartilha, teve a cabeça sequestrada por algum professor e resultou nisso. Infelizmente, é isso que estamos vivendo. E o pior de tudo é o silêncio de muitos que deviam estar defendendo a liberdade de expressão”, concluiu.

Leia Também:  Casos de varíola dos macacos chegam a 76 em todo o país

“É resultado de um tipo de desespero, de muita gente que perdeu a oportunidade de receber dinheiro do governo através de verbas polpudas que compravam muitas publicações, muitas pessoas, Tem 1.000 dias de abstinência, essa abstinência faz roncar o estômago e as bocas, é uma reação, um desespero. Antes era mais fácil. Não precisava de talento, não precisava se ater aos fatos”, declarou ele, que trabalhou 30 anos na Rede Globo.

Olho no Araguaia – ISTOÉ

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

VARIEDADES

Jornalista Marcos Uchôa revela mágoa da Globo após demissão

Ele afirma que não foi chamado de propósito para a comemoração dos 50 anos de jornalismo da emissora

Publicados

em

Durante 34 anos, Marcos Uchôa foi um dos principais jornalistas da rede Globo. Contudo, o repórter pediu demissão da emissora no final de 2021. Em entrevista recente, ele afirmou que, mesmo com várias coberturas de sucesso no currículo, guarda mágoas da emissora.

Ao podcast Inteligência Limitada, apresentado por Rogério Vilela Veja, o profissional revelou que ficou chateado por não ter sido chamado para uma série de homenagens feitas quando o canal completou 50 anos de jornalismo.

“Teve uma coisa que na Globo me magoou. Em 2015, a Globo comemorava 50 anos de jornalismo, e foi feita uma série de homenagens no Jornal Nacional. Eu apareci, dentro de reportagens, mas foram convidados jornalistas desses anos todos para participar de uma mesa. Eram mais de 10. Uns 15, bastante gente. Eu não fui convidado”, contou. O episódio aconteceu há sete anos.

Durante a carreira, o jornalista cobriu guerras, desastres naturais, Copas do Mundo e Jogos Olímpicos.

“Na minha carreira, fiz mais do que a maioria que estava ali. Diria até que fiz mais do que todos que estavam ali, em relação à variedade de reportagens”.

Leia Também:  Prefeitura investe em melhorias no Parque de Exposições de Água Boa para a 29ª Expovale

“Não queria que tirassem ninguém dali. Agora, acho que eu não ter sido convidado foi um problema pessoal de quem estava escolhendo. Aquilo foi para me machucar, e me machucou. A decisão era dos chefes e eles fizeram o que quiseram fazer. Muita gente, nas ruas, disse que era um absurdo eu não estar ali”, finalizou.

Olho no Araguaia/Midia News

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

AGUA BOA

VALE DO ARAGUAIA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA